Províncias

Mais escolas e postos médicos em Caungula

Isidoro Samutula | Caungula

Os sectores da Educação e Saúde no município de Caungula, na Lunda Norte, vão ser reforçados este ano com a construção de mais escolas, postos e centros médicos, anunciou o administrador da circunscrição.

Milhares de alunos do município de Caungula não têm acesso ao ensino por falta de escolas situação que tem preocupado as autoridades locais
Fotografia: Benjamim Cândido | Dundo

Catoco Sozinho disse que do plano de acção faz parte a construção de 78 novas salas nas localidades com maior densidade populacional, de modo a absorver 12 mil alunos nos diferentes níveis de ensino. Mais de 700 crianças não têm acesso ao ensino por falta de espaço, situação que, referiu, tem afectado o sector da Educação no cumprimento do programa do Executivo de combate ao analfabetismo.
Das 78 salas previstas, estão neste momento em fase conclusiva três escolas na sede municipal com oito salas cada, e uma outra na comuna do Camaxilo, com o mesmo número de salas.
Com a expansão da rede escolar, Catoca Sozinho salientou a necessidade de serem recrutados novos professores para assegurarem o curso normal das aulas e de residências para os mesmos.
“Necessitamos de 114 novos professores para garantirem a cobertura do município e estamos a criar as condições de acomodação, para que os docentes possam permanecer nas localidades onde forem colocados”, assinalou. Em relação ao sector da Saúde, está a prevista a construção de um hospital municipal com capacidade para 200 camas.
A unidade hospitalar vai dispor dos serviços de pediatria, ginecologia, laboratório de análises clínica, medicina, bloco operatório e banco de sangue. />
Sector da saúde

O município conta actualmente com um centro de saúde de referência, com capacidade para 25 camas, insuficiente para atender a quantidade de pessoas que todos os dias dá entrada naquela unidade, além da limitação na prestação de serviço. Melhorar a rede sanitária é uma das preocupações da Administração Municipal, que está a empreender esforços no sentido de ser garantida qualidade na assistência médica e medicamentosa à população.

Ligações rodoviárias

A reabilitação das vias secundárias e terciárias é outra prioridade da Administração, que pretende ligar a sede municipal e comunal às demais localidades do município. Numa primeira fase, vai ser reabilitada a estrada que liga a sede municipal à regedoria do Zovo, num percurso de 84 quilómetros.
 Também está prevista a recuperação de uma outra estrada, num percurso de 18 quilómetro, que vai facilitar a abertura do posto fronteiriço na regedoria de Mona Kizaje.O administrador anunciou a construção de duas casas para a juventude, além de uma casa para a cultura e de  uma biblioteca municipal.

Tempo

Multimédia