Províncias

Melhores condições de estudo para muitos jovens

André Brandão| Lucala

Um total de 831 alunos, que estudavam entre os escombros de um armazém de carácter colonial, e outros 19 que frequentavam aulas em casa do soba do sector de Hala, no município do Lucala, na província do  Kwanza-Norte, vão agora passar a estudar em escolas do I e II ciclos do ensino secundário.

Um total de 831 alunos, que estudavam entre os escombros de um armazém de carácter colonial, e outros 19 que frequentavam aulas em casa do soba do sector de Hala, no município do Lucala, na província do  Kwanza-Norte, vão agora passar a estudar em escolas do I e II ciclos do ensino secundário.
Com novo mobiliário e devidamente equipadas, as escolas foram reinauguradas no fim-de-semana pelo vice-governador provincial para a área Económica, Manuel Pereira da Silva, no âmbito das comemorações do Dia da Paz e da Reconciliação Nacional.
A escola do I e II ciclos do ensino secundário, situada na sede municipal, tem oito salas com capacidade para 35 carteiras cada, quatro casas de banho, biblioteca, sala de informática e de professores.
O estabelecimento, que funciona nos turnos da manhã e noite, orçou em cerca de 27 milhões de kwanzas. A outra escola do I ciclo do sector do Hala é constituída por apenas uma sala e uma residência para o director, obras que custaram aos cofres do Estado cerca de 12 milhões de kwanzas.
O município do Lucala tem cerca de 21 escolas, 19 das quais são do ensino primário, uma do primeiro ciclo e as restantes pertencem à Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP), havendo ainda algumas salas anexas à escola “Comandante Benedito”. Estas instituições escolares funcionam com 166 professores e um universo de 4.776 alunos.
No momento da inauguração dos estabelecimentos de ensino, os alunos da escola do I e II ciclos do ensino secundário do município do Lucala agradeceram ao governo local e pediram aos responsáveis provinciais para envidarem esforços no sentido de ser construído um campo polivalente.
 
Novo posto médico

O vice-governador do Kwanza-Norte inaugurou igualmente um posto médico destinado à população do sector da Hala.
 O empreendimento dispõe de enfermaria com duas camas, uma farmácia, consultório, uma sala de partos e outra de espera. Manuel Pereira da Silva procedeu ainda à entrega de quatro motorizadas aos funcionários do referido estabelecimento sanitário para facilitar a deslocação dos mesmos.
Em torno das actividades do 4 de Abril, a Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA), recebeu três tractores, uma carrinha, inputs agrícolas (sementes de gindungo, tomate, repolho e cebola) e instrumentos de trabalhos, como enxadas, machados, catanas, limas, botas e capas para a chuva.
 
Obras realizadas

A administradora municipal do Lucala, Inês Muhongo, disse que a paz facilitou a construção de vários empreendimentos sociais a nível daquela localidade da província do Kwanza-Norte.
Durante os nove anos de paz efectiva, o município do Lucala assistiu à reabilitação e apetrechamento de várias instituições, com destaque para as administrações municipal e comunal, residência do administrador adjunto da comuna de Quiangombe e à construção de uma casa mortuária.
Foram ainda reabilitados e apetrechados os postos médicos do sector de Helegi, Dualumbi e do Coio, a escola do Quiangombe e Kigia, e a residência para médicos, o palácio da sede municipal e o dispensário anti-tuberculose.
A reabilitação do comando municipal da Polícia Nacional e a construção de um anexo da administração e do sistema de distribuição e captação de água para a população do bairro Mataba são outras obras de realce.
A administradora do Lucala revelou ainda que foram reabilitados, nos sectores do Coio e Dualumbi, os sistemas de distribuição e captação de água e concluídos os trabalhos na rede eléctrica, nos bairros CTT, Cacoso, Camagile e Dundo Ya Mutulo, que têm beneficiado de várias infra-estruturas sociais.

Tempo

Multimédia