Províncias

Novas instalações para os refugiados

Os refugiados congoleses distribuídos por dois centros provisórios, esgotados, na região do Dundo, começam a ser colocados em Julho num novo campo, com capacidade para 50 mil pessoas, já em preparação e onde vão poder construir o próprio abrigo.

De acordo com o director provincial na Lunda Norte do Ministério da Assistência e Reinserção Social (Minars), Wilson Palanca, os dois centros implantados à volta da cidade já esgotaram a capacidade, ultrapassando as 30 mil pessoas acolhidas. O novo centro está a ser instalado na localidade de Lóvua, a 90 quilómetros do Dundo, onde funcionam os dois centros provisórios, de Cacanda e Mussungue, numa área cedida pelo Governo Provincial da Lunda Norte e com potencial agrícola.

Tempo

Multimédia