Províncias

Parceiros apostam em vários projectos

João Silva | Dundo

Um programa para a construção de centros de saúde, sistemas de produção de água potável e energia eléctrica nas diferentes comunidades do município do Chitato, na Lunda Norte, está a ser implementado pela Administração Municipal e o Fundo de Apoio Social (FAS), informou ontem o coordenador da unidade técnica da organização não governamental naquela circunscrição.

Edifício da administração do Chitato que tem em carteira vários projectos que visam a melhoria das condições de vida das populações
Fotografia: Benjamin Cândido

Francisco Salvador disse que a parceria resulta de um memorando entre as duas partes, que data de Agosto de 2014, no âmbito da concretização do Programa de Desenvolvimento Local (PDL), criado pelo Executivo e que prevê a construção de infra-estruturas sociais para o benefício das populações residentes na periferia das cidades e vilas.
O coordenador da unidade técnica do FAS explicou que o programa prevê o aumento de salas de aula, para reduzir índice de crianças fora do sistema de ensino, a aproximação dos serviços de assistência médica e medicamentosa às comunidades, bem como o melhoramento do abastecimento de água potável.
Também estão previstos o melhoramento do saneamento básico e a construção de recintos desportivos.
O responsável do FAS em Chitato defendeu mais trabalho com os habitantes para facilitar a identificação das zonas que mais carências sociais apresentam e garantiu ter desenvolvido trabalho com as comunidades para assegurar a limpeza do meio ambiente e recolha de lixo em redor dos bairros e das moradias.
Francisco Salvador destacou a formação dos Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário (ADECOS) em algumas localidades para servirem de elo de ligação entre a administração e as comunidades na recolha de informações sobre as principais inquietações, para serem encaminhadas às autoridades municipais, por intermédio da Unidade Técnica do FAS.
O processo de constituição dos agentes de desenvolvimento comunitário e sanitário iniciou em finais do ano passado, com o mapeamento e selecção das micro áreas alvos das acções sociais a serem implementadas no âmbito do Programa de Desenvolvimento Local, tendo sido identificados no município do Chitato os sectores de Calumbia, Caxala, Txissanda, Caimbundji e Caita. No processo de recolha de informações sobre as acções específicas a serem implementadas nessas localidades estão envolvidos 70 agentes, indicou Francisco Salvador, ressaltando o contributo das autoridades tradicionais, entidades estatais e privadas e associações juvenis, Igrejas e sociedade civil para o êxito do Programa de Desenvolvimento Local.

Tempo

Multimédia