Províncias

Pedida prioridade para formados locais

João Silva | Cambulo

O subdirector pedagógico da Escola de Formação de Professores de Cambulo, Carlos Mulundjia, referiu ontem a necessidade de os concursos públicos para o ingresso de candidatos ao sector priorizarem os técnicos formados pela  instituição de ensino da Lunda Norte.

Carência de docentes nas escolas de Cambulo está a inquietar a direcção da Educação por condicionar o processo de ensino
Fotografia: Benjamim Cândido

Desde a sua entrada em funcionamento, no ano 2006, a Escola de Formação de Professores de Cambulo já colocou no mercado de trabalho centenas de jovens professores com um grau de competência bastante elevado, o que contribui para a melhoria da qualidade do ensino a nível do município.
Carlos Mulundjia disse que, neste momento, a Escola de Formação de Professores de Cambulo regista falta de quadros, para dar resposta às necessidades pedagógicas, situação que preocupa a direcção da única instituição de ensino médio da circunscrição.
A carência de docentes está a inquietar a direcção da instituição, uma vez que tem condicionado o curso normal do processo de ensino, disse Carlos Mulundjia, que revelou que a escola é assegurada, neste momento, por 48 professores, dos quais três de nacionalidade vietnamita, número insuficiente para as necessidades da instituição. Para pôr fim à carência, Carlos Mulundjia disse que a instituição precisa de ser reforçada com  15  professores,  para as disciplinas de Língua Nacional Cokwe, Expressões Musical e Motora, Informática e Francês.
Apesar das dificuldades, a Escola de Formação de Professores do Cambulo está empenhada em continuar a desenvolver acções que permitam formar quadros na área da Educação para o município, ­sobretudo nas comunas e zonas afastadas das sedes urbanas. O subdirector pedagógico da escola de professores de Cambulo , Carlos Mulundjia, disse que, embora tenha escassez de professores, o ano lectivo na Escola de Formação de Professores do Cambulo começou de forma segura. Para este ano lectivo, a escola conta com 1.434 ­alunos matriculados, distribuídos. Do número de inscritos, 644 ingressaram pela primeira vez na escola.
A Escola de Formação de Professores do Cambulo ministra os cursos de Matemática, Física, Língua Portuguesa, Biologia, Químca, Geografia, História, Educação Moral e Cívica.

Tempo

Multimédia