Províncias

Penitenciária da Cacanda recebeu apoio alimentar

João Silva| Dundo

A Associação Beneficente Cristã da Igreja Universal do Reino de Deus entregou terça-feira  à unidade penitenciária da Cacanda, no Dundo, capital da província da Lunda Norte, vários bens alimentares.

O donativo consistiu em mais de duas toneladas de produtos de primeira necessidade, como arroz, feijão, açúcar, sal, óleo, massa alimentar, farinha de milho, leite pasteurizado, sumos e sabão.
O porta-voz da Igreja Universal do Reino de Deus, Constantino Issala, referiu que o pedido de ajuda foi respondido de imediato, uma vez que os membros da direcção daquela congregação religiosa foram movidos pelo espírito humanitário.
Constantino Issala afirmou que a doação vai minimizar as necessidades que a população reclusa enfrenta. O porta-voz da Igreja Universal do Reino de Deus apelou às demais congregações religiosas sedeadas na província da Lunda Norte a unirem-se a esta causa solidária e humanitária. O sub-inspector prisional da Direcção Provincial dos Serviços Penitenciários na Lunda Norte, Avelino Iamba, realçou a importância da iniciativa da Igreja Universal do Reino de Deus.
“Há uma grande escassez de alimentação para os reclusos, provocada pela crise financeira que o país está a enfrentar”, revelou o responsável, acrescentando que as dificuldades levaram à redução das refeições diárias de três para duas.
O subinspector revelou que o donativo é o primeiro do género que a Unidade Prisional da Cacanda recebe de uma entidade religiosa, tendo apelado às demais congregações a seguirem este exemplo de solidariedade e espírito humanitário. A cadeia provincial da Cacanda, com capacidade para 480 reclusos, tem 311 presos, dos quais 220 condenados e 91 a aguardar julgamento.

Tempo

Multimédia