Províncias

Prossegue a campanha de vacinação

Isidro Samutula |Dundo

As autoridades sanitárias da Lunda-Norte, anunciaram, na sexta-feira, no Dundo, que a fase urbana da campanha “viva vida com saúde” – vacinação de crianças, até aos 5 anos, contra a poliomielite e sarampo – vai prosseguir.

Sector da Saúde registou descida na cobertura dos primeiros cinco dias da campanha
Fotografia: João Augusto

As autoridades sanitárias da Lunda-Norte, anunciaram, na sexta-feira, no Dundo, que a fase urbana da campanha “viva vida com saúde” – vacinação de crianças, até aos 5 anos, contra a poliomielite e sarampo – vai prosseguir.
Na campanha, a realizar no Dundo, Nzagi, Lucapa sede, Muxinda e Xamuquelengue, Domingos Vaz, Cafunfu e Cuango, vão ser também administradas doses de vitamina A e de albendazol
O supervisor provincial do programa alargado de vacinação, Henrique Salucombo, disse, ao Jornal de Angola, ter havido uma “baixa cobertura nos primeiros cinco dias da campanha”, o que levou à prorrogação dos prazos nas áreas de maior concentração populacional.
Dados provisórios da fase urbana referem que foram vacinadas cerca de 96.882 crianças contra a poliomielite e 77.151 contra o sarampo. A par disso, foram administradas 83.632 doses de vitamina A e 80.183 albendazol.
Henrique Salucombo afirmou que os resultados estão longe da meta prevista – 252.349 crianças – e que a fraca adesão se deveu à falta de mobilização e ao facto da população estar habituada à vacinação porta à porta.
Para inverter quadro, disse, a comissão provincial da campanha está a realizar uma mobilização porta a porta para os pais, que ainda não levaram as crianças aos postos de vacinação, terem oportunidade de o fazer, para evitar doenças, como  sarampo, malária, paludismo, coléra, diarreia, entre outras.
Ao todo, foram criadas 219 equipase brigadas, cada uma constituída por seis vacinadores. O número do pessoal envolvido na campanha não foi suficiente, tendo em conta a extensão da província, com regiões de difícil acesso.

Tempo

Multimédia