Províncias

Resultados do crédito já são visíveis

O atraso na aprovação de processos de crédito agrícola de campanha está a preocupar a direcção da União Nacional de Camponeses da Lunda-Norte, disse ao Jornal de Angola o responsável da UNACA.

No município de Capenda Camulemba os níveis de produção são satisfatórios
Fotografia: Benjamim Cândido

O atraso na aprovação de processos de crédito agrícola de campanha está a preocupar a direcção da União Nacional de Camponeses da Lunda-Norte, disse ao Jornal de Angola o responsável da UNACA. Daniel Mutambuleno referiu que dos 357 processos remetidos ao BPC no ano passado apenas foram concedidos créditos a 26 processos, que beneficiaram 408 camponeses, e disse existirem 58 novos processos, já com contrato lavrado e que aguardam apenas por algumas formalidades administrativas.
Na Lunda-Norte existem 486 associações de camponeses e 103 cooperativas agrícolas, mas segundo o presidente da UNACA, o número de beneficiados do crédito agrícola de campanha é inferior. “Os fornecedores também têm influenciado na morosidade do crédito, com entrega tardia do material agrícola, pois levam tempo para adquirirem os inputs agrícolas, mesmo tendo disponibilidade financeira”’, referiu.
Daniel Mutambuleno frisou que esta situação afecta a campanha agrícola, porque a agricultura manual é muito mais lenta que a mecanizada, o que dificulta a avaliação da campanha. Não obstante esses constrangimentos, o presidente da UNACA reconheceu que os camponeses na Lunda-Norte apostam no aumento da produção.
Actualmente na Lunda-Norte já são visíveis resultados positivos na produção agrícola, com abundância de produtos do campo em diferentes mercados. No município de Capenda Camulemba os níveis de produção “são satisfatórios”, disse Mutambuleno, como resultado da aquisição pela administração local de tractores, charruas e outros meios mecanizados. O responsável da U­NACA reconheceu haver dificuldades com o escoamento de produtos do campo para a cidade e apelou as administrações municipais a criarem condições para o transporte e para a realização de feiras para que os camponeses comercializem os produtos e consigam reembolsar os valores.

Tempo

Multimédia