Províncias

Ruas do Dundo são inauguradas

Armando Sapalo | Dundo

Um total de cinco troços rodoviários na zona urbana e periferia da cidade do Dundo, reconstruídos no âmbito do programa de requalificação das infra-estruturas integradas e de melhoria da qualidade de vida do habitantes, foi inaugurado quarta-feira pelo governador provincial, Ernesto Muangala.

Requalificados quilómetros de vias urbanas que permitiram uma maior fluidez no trânsito a nível da cidade do Dundo e zonas periféricas
Fotografia: Nilo Mateus

Ao todo foram requalificados 14 quilómetros de vias urbanas, dos 41 previstos que permitem uma maior fluidez do trânsito a nível da cidade do Dundo e zonas periféricas. 
O troço rodoviário do bairro Caxinde, no entroncamento com a rua do Cacanda, passando pelo desvio do “Nosso Super” até à rotunda do aeroporto do Camaquenzo, foi completamente reabilitado.
Neste percurso, segundo o administrador municipal do Dundo, Alteres Malenga, inicialmente foi feito um trabalho de estancamento de ravina com cerca de 40 metros de profundidade, 600 de comprimento e 56 de largura que destruiu boa parte das moradias dos habitantes do bairro.
O trabalho permitiu a construção de uma rua asfaltada de um quilómetro e meio, com valas de drenagem, lancis, sinalização horizontal e vertical e com 88 postos de iluminação pública, assegurados por painéis solares. 
A rua tem sete metros de largura e duas faixas de rodagem e que garante maior segurança ao trânsito rodoviário. Também foram recuperadas as vias periféricas que ligam a zona comercial do Camatundo à cidade do Dundo, do bairro Candjamba à ponte rio Luachimo e a que passa pela Taxa Barragem até ao Cundueji e que desemboca na Estrada Nacional 180-A.
O projecto de requalificação das ruas da zona urbana e suburbana da cidade do Dundo conta com financiamento da Linha de Crédito da China. As obras são executadas pela empresa chinesa de construção civil, SINOMATCH, e estão enquadradas no Programa de Investimentos Públicos do Executivo e do Governo Provincial. O administrador municipal do Dundo disse que se pretende com as obras melhorar a imagem da cidade para permitir criar condições de expansão e gestão moderna de infra-estruturas, tendo em conta o seu novo estatuto de cidade capital da província da Lunda Norte.
Alteres Malenga realçou a oferta dos serviços públicos aos habitantes da cidade do Dundo, com realce para o reforço das medidas de requalificação, reordenamento urbano e programas de autoconstrução dirigida, no quadro das políticas de fomento habitacional.  O Decreto Presidencial nº 21/2015 de 7 de Janeiro confere à cidade do Dundo uma nova estrutura organizacional com a categoria de sede do município do Chitato e capital da província da Lunda Norte, com três distritos urbanos: Chitato, Dundo e Mussungue.

População satisfeita

Os moradores dos bairros que viram reabilitadas as vias rodoviárias mostraram-se regozijados e felicitaram as autoridades da província pelo trabalho desenvolvido, no quadro das comemorações dos 40 anos da Independência Nacional. 
O soba do lendário bairro do Caxinde, Fernando Munangawenvo, disse ao Jornal de Angola que a requalificação das ruas e avenidas da cidade do Dundo é, acima de tudo, um tributo prestado aos heróis nacionais que lutaram pela Independência de Angola.
Munangawenvo acredita nos esforços do Executivo para a criação de condições para a melhoria de vida das população e encorajou as autoridades provinciais a continuar com o programa de modernização das diferentes infra-estruturas da cidade.
“Estamos muito satisfeitos pelo trabalho feito. Há 20 anos que convivíamos com a ravina e nunca pensámos que um dia fosse possível ser estancada. No passado este local foi considerado crítico e, por isso, não consigo acreditar que hoje é uma estrada asfaltada e muito movimentada”, precisou. 
O morador do bairro Candjamba, José Salvador, disse que a reabilitação da estrada que liga aquela comunidade à cidade do Dundo dignifica a vida das pessoas e contribui para as trocas comerciais entre as regiões. Localizado a cerca de sete quilómetros da cidade do Dundo, o bairro Candjamba dispõe de uma escola de quatro salas de aulas e um posto médico. Na localidade, as autoridades administrativas projectam na reserva fundiária promover a autoconstrução dirigida.

Tempo

Multimédia