Províncias

Sanatório do Dundo regista o aumento de casos da doença

João Silva | Dundo

O sanatório de Sacavula, no Dundo, província da Lunda-Norte, assistiu, este ano, até Junho, 2.760 pessoas com tuberculose, 25 das quais morreram, disse, na quinta-feira, ao Jornal de Angola, o director do estabelecimento.

O sanatório de Sacavula, no Dundo, província da Lunda-Norte, assistiu, este ano, até Junho, 2.760 pessoas com tuberculose, 25 das quais morreram, disse, na quinta-feira, ao Jornal de Angola, o director do estabelecimento.
Buajica Muambelo sublinhou que o número de doentes, maioritariamente com idades entre os 15 e 35 anos, pode aumentar e “ultrapassar os 4.740 notificados no ano passado”, tendo em conta o surgimento constante de novos casos e o facto de haver quem abandone o tratamento. />Alimentação inadequada, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, casos de origem hereditária e doenças associadas, como o HIV-SIDA, referiu, são as principais causas do aumento da tuberculose na província.  A maioria dos óbitos ocorridos no sanatório foram de pessoas transferidas de unidades hospitalares da província em estado grave e também de outras que, após terem tido alta, abandonaram o tratamento ambulatório.

Tempo

Multimédia