Províncias

Sector da Educação foi reforçado

Vitorino Matias| Capenda Camulemba

Os sectores da Educação e Saúde das regedorias de Muamussanda e Quitumba Cambala, no município de Capenda Camulemba, na Lunda Norte, foram reforçados com duas novas escolas com três salas cada, um posto médico e quatro casas para professores e enfermeiros.

Crianças do município vão no próximo ano lectivo estudar em melhores condições
Fotografia: Vitorino Matias

As infra-estruturas, erguidas no âmbito do Programa de Combate à Pobreza, vão possibilitar o ingresso, no próximo ano lectivo, de 210 novos alunos, em dois turnos. Também há uma melhora substancial no sistema de saúde do município. 
O administrador municipal, Pedro Blair, que inaugurou os equipamentos, revelou que as novas salas vão permitir às crianças desfrutar de melhores condições de ensino.
Com a inauguração de novas salas, o município de Capenda Camulemba passa a contar  com 24 escolas, a maioria de carácter definitivo em todos os níveis de ensino não universitário. No ano lectivo prestes a encerar, foram matriculados 11.694 alunos.
No município o ensino foi assegurado por 206 professores, número que pode ser aumentado com o enquadramento de mais docentes no próximo ano lectivo, através do concurso público realizado este ano.
O novo posto médico conta com um consultório, farmácia, sala de espera, área administrativa, além de um tanque de água com capacidade para armazenar dez mil litros. Na unidade sanitária vai ser instalado um gerador para assegurar o fornecimento de energia eléctrica.
O administrador municipal, Pedro Blair, disse que o posto de saúde foi projectado de acordo com as normas estabelecidas pelo Executivo, com vista à modernização dos serviços, de forma a dar mais dignidade aos profissionais do sector e melhorar a qualidade dos serviços prestados à população.
O sector da Saúde no município é assegurado por dez técnicos, sendo nove enfermeiros e um trabalhador administrativo. Os recursos humanos vão ser reforçados, no próximo ano, com mais dez enfermeiros e um médico pediatra, para fazer face ao elevado índice de mortalidade infantil na região. Foi igualmente construído um depósito de medicamentos com capacidade para armazenar 80 toneladas de fármacos. O equipamento foi construído em oito meses e está implantado numa área de 120 metros quadrados.
O município de Capenda Camulemba conta com um sistema de fornecimento de energia eléctrica eficiente, assegurado por um grupo de geradores de 150 KVA que também vai ser reforçado com outro 200 KVA.
As autoridades locais estão a desenvolver esforços para que as restantes localidades do  município também possam ter energia eléctrica, numa primeira fase com iluminação pública.

Tempo

Multimédia