Províncias

Sector da Educação reforçado com escolas

Victorino Matias | Dundo

Três novos Institutos Médios de Administração e Gestão vão reforçar o sistema de ensino nos municípios  do Lucapa, Cambulo e Dundo, na Luanda Norte, disse ontem o governador provincial.

Novas infra-estruturas escolares permitem elevar o nível académico dos estudantes sobretudo de jovens que residem nos municípios
Fotografia: Benjamim Cândido | Lunda Norte-Edições Novembro

Ernesto Muangala disse que a construção destas infra-estruturas escolares permite elevar o nível académico dos estudantes, sobretudo dos jovens que residem nos referidos municípios e na província em particular, sem precisarem de se deslocar para outras partes do país.
Os institutos em construção, além das salas de aulas e outras áreas de apoio, vão  contar com internatos com capacidade para 1.440 estudantes, sobretudo para os estudantes que vivem nas sedes comunais e aldeias distantes da cidade do Dundo e das vilas mineiras do Nzaji (Cambulo) e Lucapa.
Os institutos vão estar apetrechados com equipamentos de ultima geração para as aulas práticas e campos multiusos para educação física. O governador provincial sublinhou que o ensino primário e especial também consta das prioridades para este ano e, para tal, referiu, prevê-se a construção de escolas com dez salas de aula cada para as crianças que vivem nos municípios do Lóvua, Cuilo, Lubalo e Caungula.
Para Ernesto Muangala, em 2016 o sector da Educação conheceu melhorias substanciais, apesar de ter reconhecido ter sido difícil o ano económico.   
Apesar das dificuldades, o governador provincial disse que foi possível ampliar o número de salas de aula para mais de 250, o que permitiu o aumento da população estudantil do subsistema não universitário para 200.463 alunos.
No que se refere ao ensino superior, 254 novos licenciados das unidades orgânicas da Universidade Lueji A'Nkonde, sendo 204 da Escola Superior Pedagógica da Lunda Norte, 23 da Faculdade de Direito e 27 da Faculdade de Economia, foram lançados para o mercado de trabalho.
Para este ano, prevê-se colocar no mercado de trabalho os primeiros licenciados da Escola Superior Politécnica do Cuango, que vai permitir o reforço de mais quadros de nível superiores nas instituições públicas e privadas da província.
À semelhança do município do Cuango, Ernesto Muangala, perspectiva a expansão do ensino superior para o Lucapa e Cambulo, começando com a instalação de núcleos ou salas anexas afectos às Faculdades de Direito e de Economia, assim como da Escola Superior Pedagógica da Lunda Norte sedeadas no Dundo.
“Os nossos esforços vão continuar no sentido de consolidar a estrutura e os cursos já existentes, ao mesmo tempo que criamos condições materiais e humanas para a abertura de novos cursos, sobretudo no domínio das ciências da educação”, disse. Em 2016,  referiu Ernesto Muangala, foram construídas várias infra-estruturas sociais que permitem a melhoria das condições de vida das populações.
Das acções constam a reabilitação da Estrada Nacional 180-A, que está a permitir a circulação de pessoas e bens entre o Dundo e o município do Cambulo, a reabilitação da rede viária da cidade do Dundo, sistemas de captação e abastecimento de água e a reabilitação e reforço do Aproveitamento Hidroeléctrica do Luachimo.

Tempo

Multimédia