Províncias

Sectores reforçados com mais projectos

Isidoro Samutula | Dundo

A localidade do Lumo, no município do Lóvua, vai dispor brevemente de duas escolas e um posto de saúde, através do Fundo de Apoio Social, que leva a cabo um programa financiado pela União Europeia, anunciou sexta-feira, no Dundo, o embaixador desta organização continental.

Na província estão em curso vários projectos com o objectivo de garantir a assistência médica e medicamentosa e o combate ao analfabetismo
Fotografia: Benjamim Cândido | Dundo

Gordon Kriche, que se deslocou àquela localidade para testemunhar a assinatura do acto de consignação e o lançamento da primeira pedra para a construção das referidas infra-estruturas, disse que as escolas vão dispor de seis salas de aulas cada.
O embaixador da União Europeia em Angola avançou que as escolas vão dispor igualmente de um gabinete do director, recepção, sala de professores e um campo multiusos. 
O diplomata referiu que a construção das infra-estruturas sociais na Lunda Norte está orçada em 113 milhões de kwanzas e o prazo da entrega das obras é de oito meses.
O embaixador elogiou a cooperação com Angola, que já dura   30 anos, com realce para os sectores da Educação e Saúde. “Estamos a dar o nosso contributo na criação de infra-estruturas sociais, para melhorar a vida das comunidades residentes nas zonas rurais”, disse.
Existem vários projectos a serem implementados este ano, no âmbito da cooperação com o Fundo de Apoio Social, virados para a garantia da assistência médica e medicamentosa e o combate ao analfabetismo nas áreas distantes dos aglomerados urbanos., disse Gordon Kriche, que acrescentou que a União Europeia quer ajudar na melhoria das condições de vida nas zonas rurais, dai apostar na criação de escolas e de unidades sanitárias nas localidades onde estes serviços não existem, para que a população possa estudar e beneficiar de assistência médica. />O embaixador garantiu que os Estados membros da União Europeia estão disponíveis para contribuir na diversificação da economia angolana, tendo em conta a queda do preço do petróleo no mercado internacional. Nesse sentido, a província da Lunda Norte é vista como uma das regiões com grandes potencialidades para os investidores  europeus. Gordon Kriche sublinhou que, além do município do Lóvua, o FAS tem programado ainda, para este ano, a implementação de nove projectos de construção de escolas e postos de saúde nos municípios de Lubalo, Lucapa e Chitato.
O vice-governador para sector Técnico e Infra-estruturas da Lunda Norte, Lino dos Santos, disse estar satisfeito pela iniciativa da delegação europeia, uma vez que marca mais um passo para garantir infra-estruturas sociais no mais novo município da província, que foi criado em 2015.
Lino dos Santos reconheceu que as comunidades carecem de infra-estruturas sociais, que possam contribuir para a melhoria da qualidade de vida nas comunidades, apesar dos esforços do Executivo.
Dai considerar fundamental a parceria com a União Europeia, para contribuir na solução de alguns problemas, principalmente na construção de escola e postos de saúde nas zonas rurais. Durante a sua visita de 24 horas à Lunda Norte, o embaixador da União Europeia em Angola foi recebido pelo governador provincial, Ernesto Muangala, com quem abordou a situação política, económica e social da região.

Tempo

Multimédia