Províncias

Vacina rotavírus chega a Lunda Norte

Isidoro Samutula | Dundo

A província da Lunda Norte tem disponíveis quatro mil doses de vacina rotavírus para a prevenção da diarreia grave nas crianças menores de um ano, que constitui uma das principais causas da mortalidade infantil.

O lançamento da vacina teve lugar no posto de saúde de Caxinde, no município do Chitato, pelo governador Ernesto Muangala, que considerou inaceitável a morte de crianças por rotavírus e sarampo, quando existem condições que garantem a sua protecção. Ernesto Muangala disse que o Executivo tem disponíveis fundos para a aquisição de vacinas, com o objectivo de proteger as crianças contra as doenças preveníveis, para a redução da morte infantil. "A diarreia é uma das causas de mais de metade de crianças internadas nas unidades sanitárias, das quais mais de 35 por cento morrem, por isso a vacina no calendário nacional é muito importante para a redução da mortalidade infantil", disse o governador provincial.
O governador sublinhou que foram formados na província 231 técnicos de saúde, dos quais quatro supervisores, 27 formadores municipais e 200 técnicos das unidades sanitárias. Estão a ser criados postos fixos em todos os municípios, nas unidades sanitárias, onde são imunizadas crianças menores de um ano, com uma dose aos dois meses e outra aos quatro.
Ernesto Muangala referiu que nenhuma criança deve ficar sem ser vacinada e que a sociedade civil e as autoridades sanitárias têm a responsabilidade de informar as comunidades sobre a importância da vacina rotavírus. "Uma criança não vacinada está em risco. Vamos todos levar esta mensagem pois a vacina é gratuita, todas as crianças menores de um ano devem cumprir o calendário de vacinação".

Tempo

Multimédia