Províncias

Abandonadas áreas turísticas de Cassengo

Adão Diogo | Cassengo

Moradores do bairro Satchula, localidade entre Saurimo, na província da Lunda Sul, e Luena, no Moxico, apelaram  às autoridades e empresários locais para investirem na recuperação das potencialidades turísticas das quedas de Cassengo.

Por falta de investimentos, as quedas, que já foram consideradas como um dos principais pontos turísticos da Lunda Sul, estão abandonadas.
Neste momento, as quedas são ponto de encontro dos camponeses, pescadores e caçadores e, aos finais de semana, os jovens desfrutam do local.
“Muitos ainda continuam com as cautelas do antigamente, pois acreditam que a ida a Cassengo, devido à presença do arco-íris, considerado “o assassino dos banhistas”, deve ser acautela”, referem os moradores do bairro.
As pessoas ouvidas pelo Jornnal de Angola dizem que as quedas de Cassengo, situadas a sete quilómetros da Estrada Nacional 180 e a 90 quilómetros da cidade de Saurimo, possuem água cristalina, que cai de uma altura de 30 metros  sobre uma albufeira com águas agitadas.
O nome Cassengo era de um caçador, que morreu depois de uma escorregadela nas quedas quando tentava espreitar do topo da mesma, dai a frase em cokwe «Ha ku nonoka keva woma ny txixete, wa holokela mu meia», "O medo e a tontura ditaram a queda fatal para o precipício”, segundo moradores ouvidos pela nossa reportagem.

Tempo

Multimédia