Províncias

Acções formativas para garantir partos seguros

Kamuanga Júlia | Saurimo

Pelo menos, 30 parteiras tradicionais do município de Muconda, a 190 quilómetros da cidade de Saurimo, na província da Lunda Sul, beneficiaram de uma formação sobre o serviço de parto, como forma de contribuir para a redução da mortalidade materna naquela circunscrição.

A referida acção formativa, promovida pelo Departamento da Saúde Pública na província da Lunda Sul, abordou, entre outros temas, “Partos complicados e normais”, “Higiene durante o serviço de parto” e “Importância das consultas pré-natais, como base fundamental para o desenvolvimento saudável da criança”.
A supervisora do Departamento da Saúde Pública, Anhece Cainda, esclareceu que, para se garantir partos seguros no município, o sector tem apoiado regularmente as parteiras tradicionais com kits de material gastável, além da promoção de acções de formações de refrescamento. Anhece Cainda reconheceu que a falta de subsídios tem dificultado o trabalho das parteiras tradicionais. A província da Lunda Sul controla mais de 1.550 parteiras tradicionais. 

Sala de neonatologia


A falta de uma sala de neonatologia, para dar seguimento aos cuidados de um bebé cuja mãe morre no parto, tem dificultado o trabalho dos técnicos de acompanhar o recém-nascido num período de cinco a sete dias, para depois ficar no seio familiar, informou segunda-feira, em Saurimo, a directora da Maternidade Provincial, Elisabeth Carvalho.
Segundo a responsável, a estrutura da Maternidade Provincial da Lunda Sul não permite a criação de uma sala para os serviços de neonatologia e os bebés que perdem as mães em serviço de parto ficam sempre sob os cuidados da família.

Tempo

Multimédia