Províncias

Administração e comerciantes estabelecem normas e horários

Camuanga Júlia e João Salvo |Saurimo

Os comerciantes de Saurimo analisaram na segunda-feira os horários destinados às cargas e descargas de mercadorias em armazéns, lojas e estabelecimentos, assim como a recolhe do lixo.

Autoridades locais querem melhorar o atendimento à população e a recolha de lixo
Fotografia: Jornal de Angola

Os comerciantes de Saurimo analisaram na segunda-feira os horários destinados às cargas e descargas de mercadorias em armazéns, lojas e estabelecimentos, assim como a recolhe do lixo.
A obrigatoriedade de recolha do lixo e a sua deposição no aterro sanitário dentro de horários definidos foi outro assunto abordado constando das conclusões saídas do encontro.
Constam ainda das recomendações um apelo de comparticipação aos agentes económicos na preparação das festas da cidade, que se assinala no dia a 28 de Maio.
Segundo o porta-voz  do encontro, Wilson Daniel, a reunião foi uma oportunidade de recolher opiniões e viabilizar uma aproximação entre as instituições privadas e estatais.
Os  comerciantes João Lituia e José Mualiata enalteceram a iniciativa da Administração e prometem “cooperar para atenuar  a problemática do lixo e garantir o embelezamento da cidade”.

Tomada de posse

Miguel Tximuanga é, desde segunda-feira, o novo chefe de Repartição do Território, Urbanismo e Construção a nível da administração municipal de Saurimo, no quadro de alterações no figurino orgânico das administrações.
Ao conferir posse, o administrador municipal de Saurimo, Gregório da Conceição Miasso, pediu empenho na execução de tarefas em respeito pelos princípios que norteiam a Administração.   Para o novo chefe de Repartição, Miguel Tximuanga, a requalificação de ruas, nos bairros periféricos da cidade de Saurimo, norteiam as suas linhas de actuação.
Por outro lado, o nível de organização, competência dos profissionais e aposta na modernização foram evidenciados pelo administrador municipal de Saurimo no final de uma visita aos órgãos de Comunicação Social públicos.
“Saio satisfeito com o que constatei em todos os órgãos”, disse Miasso, encorajando os profissionais a manterem uma postura isenta e respeito pelas normas que norteiam o exercício do jornalismo.

Tempo

Multimédia