Províncias

Áreas de cultivo estão a aumentar

João Salvo | Saurimo

Cerca de 25 mil hectares de terra estão disponíveis para o cultivo de vários produtos na presente campanha agrícola 2016/2017, anunciou ontem, em Saurimo, o presidente da União Nacional de Associações de Camponeses (UNACA), que actua como parceiro na monitoria e no acompanhamento de todo o trabalho a ser desenvolvido pelos associados.

Audácio Sofremos adiantou que as autoridades apostaram na sensibilização e reorganização das associações, para o incremento de actividades agrícolas na província da Lunda Sul.
Sem precisar a quantidade de sementes a ser utilizada na presente campanha agrícola, Audácio Sofremos perspectiva uma boa colheita, fruto do empenho demonstrado pelos agricultores, sobretudo nesta fase em que se aposta no processo de diversificação da economia.
O cultivo de mandioca, em grande escala, e de cereais e leguminosas, em pequena escala, constituem as prioridades dos agricultores locais, que estão igualmente engajados no cultivo de frutícolas e hortícolas, com a produção de ananás, feijão, batata-doce e rena, banana, tomate, cebola, alho, laranja, limão, tangerina e abacate, entre outros bens. A falta de sementes e de insecticidas consta da lista de reclamações dos agricultores entrevistados pela reportagem do Jornal de Angola, que também enfrentam várias dificuldades para o escoamento dos produtos do campo para os principais mercados da região, segundo Audácio Sofremos.

Tempo

Multimédia