Províncias

Autoridades da Lunda Sul fazem aposta na agricultura

Adão Diogo | Mona Quimbundo

O Governo Provincial da Lunda Sul vai continuar a apostar em acções que facilitem o fomento da actividade agrícola, para assegurar a auto-suficiência alimentar, disse ontem o governador provincial em exercício.

Milhares de tonelados de produtos diversos foram colhidas na campanha agrícola anterior e escoadas para os grandes mercados
Fotografia: Benjamim Cândido

António Jorge Teixeira, que falava em Muculucussu, arredores de Mona Quimbundo, disse que a agricultura figura nas prioridades definidas pelo Executivo, não só para garantir a auto-suficiência alimentar mas para diminuir a importação de produtos em larga escala e libertar a economia nacional da dependência do petróleo.
Ao presidir à abertura da campanha agrícola 2015-2016, António Jorge Teixeira apelou à participação efectiva dos produtores para o alcance de metas previstas, através da melhoria da qualidade e gerar a competição no mercado. “A região tem potencialidades elevadas de solos cultiváveis, o que permite, entre outras culturas, a produção de ananás, arroz, mandioca, milho, batata doce e banana”.
António Teixeira sublinhou que o Governo está consciente das suas responsabilidades na criação de incentivos, dai o aumento e melhoria de estradas no interior, de indústrias e identificação de centros de maior consumo, a fim de estimular a concorrência no seio dos produtores. />O director provincial da Agricultura, Elias Avelino, disse que entre as acções para a campanha agrícola está prevista a multiplicação de estacas de mandioca e de batata doce, execução de programas de vacinação animal e piscicultura.

Milhares de produtores

Elias Avelino revelou que, para o período agrícola em referência, um total de 49.900 produtores, entre famílias camponesas e associadas, vão cultivar uma área com mais de 48.200 hectares de terra, o equivalente ao mesmo número de campos de futebol. As famílias vão produzir 385.600 toneladas de produtos diversos, com destaque para raízes e tubérculos, essencialmente batata e mandioca, tendo em conta os hábitos alimentares da região. O director provincial referiu que o sector tem condições para garantir assistência a 11.900 produtores. Muculucussu é uma pequena povoação situada junto à Estrada Nacional 230, que liga Saurimo e Malanje, que fica a cerca de dois quilómetros da sede de Mona Quimbundo.

Tempo

Multimédia