Províncias

Autoridades pedem às igrejas ajuda para combater o sarampo

Flávia Massua|Saurimo

A chefe de secção da pediatria do Hospital Provincial da Lunda-Sul, Alzira Lopes, pediu, em Saurimo, a colaboração de igrejas e dos chefes de família na educação sanitária das comunidades, para travar expansão do sarampo, que de Abril a Julho último atingiu cerca de mil crianças e matou 49.

A chefe de secção da pediatria do Hospital Provincial da Lunda-Sul, Alzira Lopes, pediu, em Saurimo, a colaboração de igrejas e dos chefes de família na educação sanitária das comunidades, para travar expansão do sarampo, que de Abril a Julho último atingiu cerca de mil crianças e matou 49.
Actualmente, o serviço de pediatria do Hospital Provincial da Lunda-Sul tem dezenas de crianças internadas com sarampo. Das várias causas que agravaram o quadro, Alzira Lopes destaca as fugas ao tratamento e às campanhas de vacinação, em favor da crença no feitiço e na procura de cura através de métodos tradicionais aplicados por kimbandas.
De acordo com Alzira Lopes, o serviço de pediatria atende diariamente 30 menores com um quadro clínico preocupante, gerado pelo agravamento da doença. O serviço de pediatria do Hospital provincial da Lunda-Sul tem quatro médicos que atendem diariamente mais de 90 pacientes, distribuídos por 32 camas. Os stocks de medicamentos estão à altura das exigências.

Tempo

Multimédia