Províncias

Autoridades preocupadas com a malária

Kamuanga Júlia| Saurimo

O supervisor do programa de combate às grandes endemias na província da Lunda Sul defendeu, em Saurimo, a necessidade de a população se pautar por uma conduta cívica exemplar, comparecendo regularmente nas unidades hospitalares para os testes de malária.

Carlos Cahindjia referiu que em 2013 as autoridades sanitárias da Lunda Sul realizaram mais de 294.000 consultas de malária, das quais mais de 33.000 foram positivas, com um saldo de 206 mortes, tendo 8.343 pacientes ficado internados no hospital para  acompanhamento médico.
Para inverter o quadro, o sector da Saúde, em colaboração com outros parceiros, continua a distribuir mosquiteiros tratados com insecticida e a reforçar a sensibilização das comunidades.

Campanhas de sensibilização />
Internado há mais de dois meses numa das enfermarias da secção de medicina, Francisco Wambile, de 30 anos, reconheceu as melhorias registadas no hospital de Saurimo e aconselhou as pessoas a evitar a chegada tardia às unidades sanitárias da região para se evitar mais mortes por malária.
As autoridades sanitárias da província da Lunda Sul continuam a sensibilizar a população no sentido de procurar as unidades sanitárias, logo após os primeiros sintomas da doença.

Tempo

Multimédia