Províncias

Cacolo inaugura residência para estudantes do interior

Flávia Massua |Cacolo

A falta de alojamento e alimentação vividos, no passado, pelos estudantes proveniente do interior do município de Cacolo, província da Lunda-Sul, estão ultrapassados, com a inauguração do primeiro lar.

A falta de alojamento e alimentação vivida no passado deixou de ser problema
Fotografia: Jornal de Angola

A falta de alojamento e alimentação vividos, no passado, pelos estudantes proveniente do interior do município de Cacolo, província da Lunda-Sul, estão ultrapassados, com a inauguração do primeiro lar.
O centro, com mais de 70 camas, refeitório, balneários e  área administrativa, foi inaugurado pela governadora provincial Cândida Narciso. A sua construção durou 10 meses.
Na sua deslocação ao interior da província, a governadora inaugurou também duas escolas de seis salas cada, nas localidades de Kanokena e Kamanhinga, além de ter feito o lançamento da primeira pedra para a construção de nova escola em Txizekeno.  Na parte suburbana da vila de Cacolo foi ainda lançada a pedra para a edificação de 200 casas sociais, dentro das reservas fundiárias do Estado.

Bilhetes de identidade

 A governadora fez, na vila de Cacolo, a entrega simbólica de 53 bilhetes de identidade, ali emitidos graças à instalação, há três dias, de um sistema “online”.
A cidadã Elsa Pinto, 35 anos, explicou que a facilidade do novo sistema, implantado no quadro da expansão dos serviços de identificação civil, permitiu-lhe tratar do seu primeiro bilhete de identidade.
Em Cacolo, o governo está a investir na construção de um edifício para albergar os serviços de Justiça. As obras estão na fase derradeira.

Tempo

Multimédia