Províncias

Casa própria torna família realizada

Yara Simão| em Saurimo

Brigite Murongo tem 25 anos e está a viver na sua casa nova. No princípio duvidava que algum dia viesse a ter uma daquelas casas bonitas que estavam a nascer no bairro da juventude.

Ângulo de vários fogos habitacionais que estão a ser construídos na província da Lunda-Sul e em outros recantos do país
Fotografia: Dombele Bernardo| Saurimo

Brigite Murongo tem 25 anos e está a viver na sua casa nova. No princípio duvidava que algum dia viesse a ter uma daquelas casas bonitas que estavam a nascer no bairro da juventude. Todos sonhavam com o dia em que iam receber a chave. Um dia foi chamada para lhe dizerem que era uma das contempladas com uma habitação.
O sonho ultrapassou a realidade porque neste momento já estão a ser distribuídas as casas da segunda fase. E o Projecto Angola Jovem prevê ainda mais casas noutros bairros e noutros municípios da província.
 "Pensei que era apenas uma promessa, mas depois de ver o projecto arrancar  em várias províncias fui fazer a inscrição, apresentei os documentos necessários e aguardei. Agora estou aqui na casa com que sempre sonhei", disse Brigite Murongo.
"Aconselho aos outros jovens que não foram sorteados agora, a esperarem pela sua vez, porque o sonho da casa própria é mesmo uma realidade", acrescentou Brigite Murongo.
Dormir aflita ao lado do marido e dos filhos, sem saber como vai pagar a próxima renda, deixou de ser um problema para Ricardina Muquelengue, de 30 anos. Ela sempre confiou no Projecto Angola Jovem e agora tem a sua casa nova onde vive feliz com a família.
Ricardina é técnica de educação ambiental e vai cumprir os requisitos do crédito feito junto do Banco de Poupança e Crédito: "estou muito satisfeita com esta iniciativa do Executivo a favor da juventude. E nós somos uma prova de que os dirigentes se preocupam com o nosso bem-estar. Esperamos que na próxima fase haja mais casas para distribuir, porque ainda há muitos jovens sem casa própria na província da Lunda-Sul". Pedro Tambue, 25 anos, pagava 300 dólares de renda, mas agora foi um dos contemplados com casa do Projecto Angola Jovem. Ainda esta semana faz a mudança para a nova casa. “Este projecto do Executivo vem contribuir para a melhoria de vida da juventude.
 É uma realidade que antes de termos as casas não acreditávamos que alguma vez fosse possível", disse o jovem.
Pedro Tambue garantiu à nossa reportagem que todos os beneficiários estão convictos de que é preciso cuidar bem das casas e fazer a sua manutenção, para que sejam douradoras: "o Executivo está a facilitar à juventude a aquisição das casas e nós que já as temos, vamos cuidar delas porque são nosso património".
A felicidade é óbvia no rosto de Gerson Martins, de 25 anos. Funcionário do Banco de Poupança e Crédito, esperou pacientemente pelo sorteio e recebeu a sua casa, para pedir em casamento a namorada: “sinto-me muito feliz,  com esta casa, vou pedir a minha namorada em casamento.
Só tenho a agradecer ao Executivo, porque com este projecto habitacional para os jovens, está a tirar muitos jovens das casas de renda alta e sem condições".
Gerson Martins disse ainda que o projecto tem mais valor porque as casas são mobiladas: "Este é outro aspecto que nos deixa ainda mais satisfeitos, porque não vamos precisar de comprar mais a mobília da sala e dos quartos, só temos de nos preocupar com os eléctricos domésticos".
O bancário aconselha aos outros jovens a não desesperarem porque outras casa ainda estão a ser construídas na província.
!Apesar de na primeira fase terem sido construídas simplesmente 40 casas, não quer dizer que o projecto parou. Temos conhecimento de que mais casas vão ser construídas na província e por isso aconselho aqueles que não tiveram a sorte de serem contemplados agora, a não desesperarem. Sejam pacientes, porque quem espera sempre alcança". As casas distribuídas têm três quartos, uma sala, uma cozinha, uma casa de banho e quintal.
Há jovens que já projectam montar negócios no bairro, para facilitar as compras de primeira necessidade, já que não existem supermercados nas proximidades.

Mais habitações

As casas distribuídas fazem parte do projecto "Angola Jovem", do Ministério da Juventude e Desportos. Ao lado arrancou a segunda fase e neste momento, as obras já começaram em oito casas, que têm as paredes levantadas.
Na segunda fase, segundo o director provincial para a Juventude e Desportos, José Manuel Paulo Ferreira da Silva, vão ser erguidas mais 46 casas. Acrescentou que este projecto está a resolver as necessidades da juventude: "ainda há muitos jovens que não foram apoiados, mas o Governo Provincial está a fazer tudo para que todos sejam abrangidos pelo projecto, na província da Lunda-Sul".
O Projecto Angola Jovem, disse, "vai continuar para além da capital da província. Nos próximos anos é estendido a todos os outros municípios da província". O novo bairro tem uma rede de esgotos bem estruturada e um reservatório com capacidade de 100 metros cúbicos  de água para suprir défices no abastecimento.

Outros projectos

A província da Lunda-Sul também foi beneficiada com o Projecto Crédito Jovem e já vai na segunda fase. Nos mercados e nos bairros é fácil encontrar jovens beneficiários do crédito, que montaram salões de beleza, lanchonetes, serralharias e outros negócios
O director provincial da Juventude, José Manuel Paulo Ferreira da Silva, disse que nesta segunda fase foram apoiados 110 projectos em vários sectores do comércio.
 O destaque recai na prestação de serviços.Para este projecto, segundo José Manuel Paulo Ferreira da Silva, foram investidos 538 mil dólares. "Temos algumas dificuldades porque os fiadores não têm cumprido com o pagamento do crédito e torna o processo muito lento e impede que outros jovens sejam contemplados com crédito".
José Manuel Paulo Ferreira da Silva explicou que os projectos não estão todos concentrados em Saurimo, porque o Governo Provincial está a fazer tudo para apoiar os jovens da província.O director provincial da Juventude frisou que existem em carteira vários projectos, como a construção de campos de futebol e pavilhões polidesportivos para a juventude da Lunda-Sul.

Tempo

Multimédia