Províncias

Casos de malária tendem a diminuir na Lunda Sul

Kamuanga Júia | Saurimo

O reforço das campanhas de sensibilização e a distribuição regular de mosquiteiros à população, na província da Lunda Sul, contribuíram para a redução de mais de 16.140 casos de malária, durante o primeiro semestre deste ano, contra os 29.253 registados no mesmo período do ano anterior, afirmou ontem, em Saurimo, a supervisora provincial do programa de combate à endemia.

Zita Sapalo esclareceu que os 89.184 casos foram detectados durante as consultas realizadas nas diversas unidades sanitárias da província, na sua maioria em crianças menores de cinco anos e em adolescentes, com um registo de 19 mortes.
Para a erradicação da enfermidade e redução dos índices de mortalidade, disse Zita Sapalo, as autoridades sanitárias da província continuam a desenvolver campanhas de sensibilização nas comunidades, para informar a população sobre os métodos de prevenção da malária e os cuidados primários.
A falta de verbas para melhorar as actividades de rotina, aliada à escassez de quadros na área de diagnóstico terapêutico laboratorial, consta das principais dificuldades apontadas pela supervisora que espera ver a situação resolvida, para garantir uma assistência de qualidade aos pacientes. Zita Sapalo acrescentou que a população da região é aconselhada a procurar as unidades sanitárias logo após os primeiros sintomas, para se   evitar a propagação da doença.

Tempo

Multimédia