Províncias

Centenas de estudantes excluídos do ano lectivo

Flávia Massua | Saurimo

A direcção da Escola Superior Politécnica da Lunda-Sul, da Universidade Lueji A´nkonde, excluiu das aulas 600 dos mais de 3.000 estudantes, por falta de confirmação de matrículas, pagamento de propinas e irregularidades de ordem administrativa nos processos.

Foram matriculados milhares de estudantes
Fotografia: Dombele Bernardo

A informação foi prestada ontem, na cidade de Saurimo, pelo director-geral da instituição do ensino superior, Fidel Manassa.
Os funcionários da área académica trabalharam de forma minuciosa e tiveram o cuidado de manter os estudantes com dívidas de um a dois meses do ano lectivo transacto. “Há aqueles que não pagaram o ano inteiro e isso ultrapassa as nossas competências”, frisou.
Fidel Manassa aponta também a falta de responsabilidade por parte dos estudantes, traduzida no acatamento das orientações e regras obrigatórias da escola, para elevar o grau de funcionamento e promover um ambiente saudável a favor de todos.
O docente apela à mudança de postura para que o país tenha no futuro “homens e mulheres com comportamento digno de uma sociedade responsável”.

Tempo

Multimédia