Províncias

Construção de habitações em bom ritmo no Cacolo

João Salvo | Cacolo

As obras de construção de 100 casas sociais das 200 previstas, na reserva fundiária do município de Cacolo, a cerca de 150 quilómetros da cidade de Saurimo, decorrem a bom ritmo.

As obras de construção de 100 casas sociais das 200 previstas, na reserva fundiária do município de Cacolo, a cerca de 150 quilómetros da cidade de Saurimo, decorrem a bom ritmo. O director nacional do Urbanismo e Habitação, Manuel Pimentel, que se encontra em visita de trabalho na província da Lunda-Sul, manifestou-se satisfeito com o andamento dos trabalhos.
Ao avaliar o andamento dos trabalhos, disse que eles são a prova de que é possível construírem-se habitações sociais a custos controlados e com qualidade de execução acima da média. Elogiou, ainda, os esforços e espírito de entrega dos empreiteiros, que tudo fazem para ultimar as obras das primeiras 50 casas.
Reconheceu, igualmente, as dificuldades vividas pelos executores, sobretudo nas questões relacionadas com as fontes de abastecimento de material e respectivo transporte, a partir da sede da província. O regedor da Cacolo, Armindo Satxicapo, disse que as obras vão originar grandes melhorias nas condições de acomodação dos quadros, que trabalham para o bem das populações.
Dada a entrega das construtoras, o vice-governador para os serviços técnicos e infra-estruturas, António Jorge Teixeira, acredita que as obras possam terminar dentro dos próximos 45 dias.

Tempo

Multimédia