Províncias

Descobertos engenhos explosivos nos municípios de Malanje e Quela

Adão Diogo |Cacolo

Ao todo 27 explosivos, dentre os quais duas minas anti-tanque, sete munições GU-23, 12 projécteis de 60 a 130 milímetros, duas granadas de mão F-1, um roquete de canhão M-21 e três de RPG-7, foram descobertos pela população, nos municípios de Malanje e Quela, no período de oito a 12 do corrente.

Fotografia: Dr

A informação foi prestada , no município do Quela, pela chefe do Departamento Provincial do Instituto Nacional de Desminagem (INAD), Marcelina Lima, à margem da cerimónia de destruição dos referidos engenhos.
Segundo a responsável, citada pela Angop, com vista a prevenir incidentes com engenhos, o INAD tem alertado a população em palestras, para denunciar sempre, a existência de objectos estranhos. Precisou que durante as palestras tem esclarecido a população sobre os riscos que os explosivos representam, objectivando minorar os incidentes com minas e outros engenhos, por meio da identificação e notificação às autoridades competentes sobre a sua existência.
Por sua vez, o administrador municipal do Quela, Manuel Campo sublinhou a importância da sensibilização realizada pelo INAD, na medida em que ajuda a livrar a província de explosivos, um “fardo” herdado do período de conflito armado que o país viveu.
Os engenhos explosivos implantados em campos agrícolas e não só, durante o conflito armado que assolou o país vários anos, continuam a ser descobertos por populares e por equipas especializadas para o efeito.

Tempo

Multimédia