Províncias

Desportistas voltam a poder sonhar alto

Flávia Massua | Saurimo

Adão Liangue e Tavares Tito, de 26 e 27 anos, respectivamente, praticam futebol há seis anos. O sonho de integrar a selecção nacional da modalidade continua presente nos seus pensamentos, antes de cogitarem na internacionalização.

Fachada principal da bancada e respectivo muro divisório entre outras estruturas em construção para inovar o Estádio das Mangueiras na cidade de Saurimo e dotá-lo de capacidade para acolher cerca de oito mil espectadores
Fotografia: Edmundo Eucílio

Adão Liangue e Tavares Tito, de 26 e 27 anos, respectivamente, praticam futebol há seis anos. O sonho de integrar a selecção nacional da modalidade continua presente nos seus pensamentos, antes de cogitarem na internacionalização.
Nas actuais condições exercitam os músculos e habilidades, promovendo competições com algumas equipas dos bairros, enquanto aguardam pela conclusão das obras de reabilitação efectiva do conhecido campo das mangueiras, para melhorarem as performances sob orientação de técnicos competentes e garantirem, assim, a sua participação em competições inter-provinciais.
“Temos muita vontade de jogar e mostrar aquilo que sabemos fazer no futebol”, disse Adão Liangue, que em companhia de outros jovens lembra os momentos de glória, experimentando alguns lances e remates no “reformado campo” do bairro Luavur, aos finais de semana. A tomada de iniciativas tímidas por grupos de jovens, que promovem o desporto praticando o futebol, andebol, ginástica, atletismo, moto cross e ciclismo, constitui um apelo ao apoio efectivo.

Motivação


Associações e clubes desenvolvem o seu trabalho “a meio gás” enquanto o executivo, através das estruturas criadas, trabalha na recuperação de infra-estruturas, num esforço para dar impulso ao programa de massificação, afirmou o director provincial da Juventude e Desportos, Aníbal Janota.
Em declarações à reportagem do Jornal de Angola o responsável avançou que as obras para a recuperação do campo das Mangueiras, com capacidade para 8.000 espectadores, terminam em Agosto deste ano.
Os projectos de acções aprovadas prevêm a construção de um estádio com categoria internacional, com capacidade para 25.000 pessoas, uma área de lazer pública e instalação no espaço de equipamentos ao ar livre para facilitar o acesso e prática de exercícios físicos a todos os cidadãos.
A conquista de três medalhas pela primeira vez na modalidade de ginástica a favor da Lunda-Sul, no campeonato nacional decorrido em Junho último na província de Benguela, orgulha o director, que pede aos pais e tutores para prestarem mais atenção à educação e saúde das crianças e jovens, de modo a que os seus tutelados mantenham estabilidade física e auto estima elevada, para “termos sempre uma província com desportistas capazes”.
 
Maior entrega


António Janota expressou também satisfação pela inserção, há poucos meses, do jovem Yano na selecção nacional de futebol. “A entrega dos jovens tem sido maior que as respostas que nós como instituição podemos dar”, considerou
 Reiterou o apelo à colaboração por parte de vários parceiros, através da disponibilização de meios e de apoio moral, pois isso pode permitir desencorajar a desistência de alguns jovens que “possuem habilidades mas que a falta de condições para prática do desporto os leva a abandonar várias modalidades”.
“Sentimo-nos deslocados em relação às condições actuais para a prática do desporto na província”, disse Janota, que considera frustrante a situação de jovens que manifestam talento, mas que não possuem condições apropriadas para a prática do mesmo.
Aconselhou os cidadãos a encararem o desporto como qualquer actividade laboral que traduz remuneração, para permitir ao homem praticar com gosto, a fim de manter sempre o estado físico, emocional, espiritual e a auto estima elevados.

Desporto escolar

De acordo com orientações do Executivo central, no acto da planificação de obras de construção de escolas, deve-se ter em linha de conta a criação de campos polidesportivos e áreas de lazer, sobretudo no ensino primário.
Nesta vertente, o responsável da Juventude e Desportos traçou estratégias, em colaboração com a direcção da Educação e associação de ginástica, para numa primeira fase os alunos praticarem esta modalidade, o que vai permitir a descoberta das suas habilidades e posteriormente “inseri-los naquilo que mais se adequa à sua vocação”.A província possui campos multiusos e comunitários nos quatro municípios. Do leque de dificuldades registadas pelo sector, Janota aponta o défice de treinadores para capacitar o pessoal e de árbitros. “Já fizemos alguns convites em Luanda para a vinda destes técnicos aqui à nossa província” - disse.

Tempo

Multimédia