Províncias

Edições Novembro leva novos prémios

Adão Diogo * | Saurimo

As jornalistas Camuanga Júlia e Flávia Massua, das Edições Novembro na Lunda-Sul, venceram a edição 2010 do prémio provincial de jornalismo, ao qual concorreram 18 jornalistas.

As premiadas quando recebiam os certificados
Fotografia: João Salvo

As jornalistas Camuanga Júlia e Flávia Massua, das Edições Novembro na Lunda-Sul, venceram a edição 2010 do prémio provincial de jornalismo, ao qual concorreram 18 jornalistas.
Issac Lázaro da Televisão Pública e Hortêncio Michel da Rádio Lunda-Sul arrebataram os prémios correspondentes ao segundo e terceiro lugares, tendo o júri sido presidido pelo comunicólogo Luciano Canhanga.
Durante a gala de entrega dos prémios, realizada na sala multiusos do Cine Chicapa, centro da cidade de Saurimo, a governadora provincial, Cândida Maria Narciso, destacou o papel dos órgãos de Comunicação Social na disseminação de conhecimentos passíveis de provocar mudança de mentalidades e comportamentos na sociedade.
Segundo a governante, “o alcance das metas propostas dá aos jornalistas uma atitude dinâmica e exemplar na abordagem dos temas”.
Notou que a reconstrução do país, tendo em conta a nova ordem económica mundial, passa pela formação da consciência patriótica, assente nos princípios da unidade e reconciliação entre todos os angolanos, resgate da dignidade humana e do bom nome, que constituem desafios à imprensa pública e privada.
O êxito da empreitada exige dos jornalistas “responsabilidade profissional”, para contribuírem “na reintegração das famílias e no resgate da harmonia social, mediante a promoção do amor ao próximo, liberdade individual, pressupostos importantes para a construção de um estado democrático e de direito, por todos almejado”.

Radialista vence no Bié

A jornalista Juliana Mango, da Emissora Provincial do Bié, sagrou-se a vencedora da 6ª Edição do Prémio de Jornalismo, instituído pelo governo da província com o objectivo de incentivar os profissionais em matéria investigava.
Com o tema que retrata o dia-a-dia dos estivadores ambulantes, vulgo Roboteiros, a radialista consagrou-se vencedora, com 1.206 pontos.
Em segundo lugar ficou, também, o radialista Fernando Chicapa, com 1.099 pontos, enquanto que Afonso Belo, do Jornal de Angola, ocupou o terceiro lugar com 959 pontos.
Em alusão ao Dia Internacional do Jornalista, o secretário provincial do Sindicato dos Jornalistas, Martinho Anselmo, disse que “paira cada vez mais no seio da classe o espírito de entrega e responsabilidade no tratamento e divulgação da matéria noticiosa às populações”.
O sindicalista reconheceu que “os profissionais ainda têm se deparado com vários obstáculos durante as suas actividades e aconselhou a pautarem pela isenção, imparcialidade e honestidade na divulgação da matéria”.
É de relaçar que, a classe jornalística da província de Malange foi exortada, quarta-feira, 8 de Setembro, a resgatar os valores morais, cívicos e culturais da sociedade.A exortação foi feita pelo director provincial dos Transportes, Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José de Bessa Gaspar, durante uma palestra subordinada ao tema “A contribuição do jornalista no resgate dos valores éticos, cívicos e culturais”.

* Com Afonso Belo no Kuito

Tempo

Multimédia