Províncias

Educação nas comunidades reduz casos de tuberculose

João Salvo | Saurimo

As campanhas de sensibilização feitas pelos serviços de Saúde, em parceria com as autoridades tradicionais, sobre o risco da contaminação da tuberculose, contribuíram para a redução de casos da doença.

Medicina moderna é mais eficaz
Fotografia: Jornal de Angola

As campanhas de sensibilização feitas pelos serviços de Saúde, em parceria com as autoridades tradicionais, sobre o risco da contaminação da tuberculose, contribuíram para a redução de casos da doença.
O supervisor local do Programa de Combate à Tuberculose, Júlio Lunda, revelou que a província registou 160 casos entre Abril e Maio deste ano, menos 40 do que os notificados em igual período do ano transacto.
O responsável referiu que o trabalho efectuado durante o período em balanço incentivou a adesão efectiva de pacientes ao tratamento, reduzindo as fugas das unidades hospitalares.  Apesar dos avanços, o técnico lamentou os casos de apego à cultura do tratamento tradicional por muitas pessoas, em detrimento da medicina moderna.
 Esta situação já provocou a morte de 30 doentes. O tratamento hospitalar é sempre mais eficaz por cauda do tratamento, aconselhou António Matuca, 40 anos, um paciente que está a ser assistido no hospital central de Saurimo.
Há mais de três meses em tratamento, o paciente diz que, embora ainda caminhe com alguma dificuldade, os medicamentos que lhe são administrados estão a ter efeitos positivos.
“Cheguei aqui em estado grave, mas estou a notar algumas melhorias, graças à medicação feita com bastante controlo”, disse, para adiantar que “os familiares devem evitar guardar os doentes em casa”. Além deste apelo, o paciente, que aguarda apenas pela alta médica para continuar a medicação em casa e voltar ao hospital só para receber os medicamentos, disse que o recurso aos quimbandas pode ser prejudicial ao doente.

Tempo

Multimédia