Províncias

Elogiada expansão escolar

O esforço desenvolvido pelo Governo para a construção de escolas nas aldeias, uma estratégia que garante a formação académica da população das comunidades rurais, foi elogiado, em Saurimo, pelo arcebispo da arquidiocese da Lunda Sul, D. José Manuel Imbamba.

Destacado o papel da igreja na formação
Fotografia: Francisco Pedro

O católico, que falava à Angop sobre o papel da Igreja na formação académica da população, frisou que a escola é o melhor instrumento de emancipação e transformação para melhorar a consciência dos homens.
D. José Manuel sublinhou que a pessoa é alguém que se realiza com o andar do tempo, mas deve passar necessariamente pela escola.
“O homem não pode nascer, crescer, educar-se e realizar as suas aspirações sem concurso dos outros, sem a sociedade, uma vez que depende grandemente da solidariedade social", declarou.
O arcebispo apelou às igrejas para continuarem a contribuir na formação académica e profissional da população através da colaboração com o Governo, na construção de escolas, sobretudo nas comunidades rurais.
 
Escolas católicas
 
Ao todo, 150 professores de escolas católicas concluíram na segunda-feira, na província de Malanje, um seminário de formação pedagógica, destinado a melhorar os métodos de ensino.
Durante cinco dias, os formandos actualizaram conhecimentos sobre metodologias de ensino nas disciplinas de Matemática, Língua Portuguesa, Geografia, História, Ciência da Natureza, Educação Física, Manual Plástica, Moral e Cívica e o sistema de avaliação.
O coordenador da disciplina de Língua Portuguesa da escola Paz e Amor, Félix Alentejo, pediu aos formandos mais dedicação laboral, para permitir o aumento dos conhecimentos por parte dos alunos, através de novas metodologias de ensino.
“Os professores das escolas missionárias devem transmitir aos alunos a concepção específica do homem e da história", disse Félix Alentejo.

Tempo

Multimédia