Províncias

Ensino necessita de salas

João Salvo | Saurimo

O sector da Educação na província da Lunda Sul necessita de 1.438 salas de aula e 2.768 professores, para reduzir a superlotação de 85 alunos por turma para apenas 45 estipulados pela reforma educativa, informou, em Saurimo, o director provincial do sector.

Salas de aula no ensino primário são insuficientes para atender o universo de alunos
Fotografia: Paulo Mulaza

Isaías Sacagima falava durante a terceira sessão ordinária do conselho provincial de auscultação da comunidade, orientada pela governadora Cândida Narciso, e adiantou que as 1.173 salas existentes actualmente no ensino primário, distribuídas por 257 escolas, são insuficientes para atender o universo de mais de 173.128 alunos matriculados no presente ano lectivo, leccionados por 2.339 professores.
Explicou que, durante o ano prestes a terminar, foram registados 7.750 alunos fora do sistema de ensino. Durante a sessão, os participantes foram informados sobre a campanha de vacinação contra a febre-amarela, que imunizou mais de 473.679 pessoas nos municípios de Muconda e Saurimo, e sobre o processo de actualização do registo eleitoral.
Os membros do Conselho Provincial de Auscultação da Comunidade foram informados sobre os trabalhos em curso que visam fazer com que não falte água e energia eléctrica durante a quadra festiva. Relativamente ao último ponto, o director de Energia e Águas, Tito Cassongo, garantiu estarem criadas as condições para a prestação deste serviço.
O delegado substituto do Ministério do Interior, Jacob Alfredo, aconselhou a população a acatar as medidas cautelares da Polícia Nacional, para se evitarem incidentes na quadra festiva.

Tempo

Multimédia