Províncias

Escola e posto de saúde para a aldeia de Ngando

Flávio Massua | Saurimo

Um posto de saúde e uma escola primária com três salas foram entregues segunda-feira na aldeia de Ngando, num patrocínio da Sociedade Mineira do Catoca, SMC.

População da região deixa de percorrer longas distâncias em busca de assistência médica
Fotografia: Flávia Massua

O posto de saúde possui capacidade para internar oito pacientes, tem uma sala de parto, berçário e banco de urgência, enquanto a escola dispõe de três salas, uma mini biblioteca, entre outras divisões. Vai receber cerca de 100 alunos, da iniciação à sexta classe.
O soba da aldeia de Ngando, Luís Sakalongo, agradeceu em nome dos mais de 200 habitantes da localidade, a oferta da Sociedade Mineira do Catoca e pediu às autoridades da província da Lunda-Sul a construção de casas para os professores, sobas, enfermeiros, um jango comunitário, posto policial e instalação de sistemas de telefonia móvel.
A governadora provincial da Lunda-Sul, Cândida Narciso, prometeu que as autoridades da Lunda-Sul vão completar os equipamentos iniciados pela SMC.
 “Estes são os diamantes brutos de Catoca”, frisou, aconselhando as crianças a dedicarem grande parte do tempo aos estudos.
O director geral da SMC, Ganga Júnior, reiterou a disponibilidade da empresa em prosseguir com acções para o desenvolvimento da província da Lunda-Sul em particular e do país.

Tempo

Multimédia