Províncias

Escola Técnica aposta no rigor e na disciplina

João Salvo| Saurimo

A Escola Técnica de Saúde da Lunda Sul (ETS) tem nova direcção, que aposta no rigor, disciplina e dedicação, para melhorar o processo de ensino e aprendizagem.

“A formação de bons quadros, que possam servir o país, constam entre as nossas prioridades”, disse a nova directora da ETS, Palmira Luís Baptista, empossada pela governadora Cândida Narciso.
Foram igualmente empossados os directores adjuntos da ETS, que se comprometem a elevar o bom nome da instituição, para “que no futuro tenhamos quadros de qualidade, que possam corresponder aos desafios da saúde na província e no país.”
Palmira Luís Baptista lembrou que o curso da escola técnica dispõe de 12 a 13 cadeiras e o número aumenta ou diminui consoante as classes. Citou o exemplo da 13ª classe, último ano da formação, onde os estudantes têm apenas três cadeiras no plano curricular, nomeadamente “Projecto Tecnológico”, “Gestão e Liderança em Enfermagem” e “Estágio Curricular”.
A ETS, acrescentou, pôs este ano à disposição do mercado de trabalho os primeiros finalistas, mais de 300, que estão em condições de frequentar o ensino superior na Escola Superior Politécnica da Lunda Sul (ESPLS), afecta à Universidade Lueji A’konde.
A governadora da Lunda Sul, Cândida Narciso, empossou também a directora da Maternidade do Dala, Maria Mendoça, que disse que vai dar primazia à humanização dos serviços de saúde e à saúde materna infantil naquela circunscrição, onde aparecem mães que dão à luz a crianças anémicas, devido à má alimentação.

Tempo

Multimédia