Províncias

Especialistas sugerem evacuaçãode paciente com problemas genitais

Flávia Massua | Saurimo

Especialistas em ginecologia do Hospital Central de Saurimo, na Lunda-Sul, que há alguns dias tratam uma jovem a quem foram introduzidas nos órgãos genitais cerca de 450 gramas de cimento, sugerem a evacuação da paciente para Luanda, a fim de receber tratamento adequado.

Vista do Hospital Central de Saurimo onde uma paciente precisa de cuidados especiais
Fotografia: Camuanga Júlia | Saurimo

Especialistas em ginecologia do Hospital Central de Saurimo, na Lunda-Sul, que há alguns dias tratam uma jovem a quem foram introduzidas nos órgãos genitais cerca de 450 gramas de cimento, sugerem a evacuação da paciente para Luanda, a fim de receber tratamento adequado.
O agravamento do seu estado de saúde, na óptica do médico Isaac Savumbi, exige a evacuação de Ana Muangueno para um hospital de referência na cidade de Luanda, esgotadas as tentativas locais para solucionar o problema.
Isaac Savumbi exprimiu preocupação face ao agravamento do estado de saúde da paciente, de 30 anos, internada há uma semana no Hospital Central da Lunda-Sul, em consequência da solidificação de 450 gramas de cimento, introduzidos por familiares nos órgãos genitais, para alegadamente curar uma doença.
O também director do Hospital Central de Saurimo considerou o caso “inédito e extremamente complicado, porque o produto ganhou consistência inesperada no órgão genital, durante os quatro dias” que antecederam o internamento da paciente.
Segundo a chefe da maternidade da maior unidade sanitária da província, Maria do Céu, a decisão de evacuar a paciente “foi tomada pelos médicos em reunião sobre o caso”.
Maria do Céu aconselha as famílias a recorrerem sempre ao hospital para evitar que situações do género aconteçam por ignorância. Tentativas feitas pelo nosso jornal para ouvir familiares sobre o sucedido fracassaram.

Tempo

Multimédia