Províncias

Falta de vacina animal preocupa autoridades

João Salvo | Saurimo

A falta de vacinas para imunizar os animais na província da Lunda Sul preocupa as autoridades ligadas aos Serviços de Veterinária.
O chefe do departamento de Veterinária na Lunda Sul, Miguel Chiteca, explicou que os técnicos estão à espera das vacinas vindas das estruturas centrais.

Campanha de vacinação de animais prevista para o mês de Maio foi adiada por falta de vacinas
Fotografia: Venâncio Amaral

Em condições normais o Instituto dos Serviços Veterinários promove as campanhas de vacinação na segunda quinzena do mês de Maio, data que já foi ultrapassada.
Apesar do atraso, referiu Miguel Chiteca, os técnicos estão mobilizados para garantirem a vacinação logo que as estruturas centrais disponibilizem as vacinas. O chefe de departamento dos Serviços Veterinários realçou que, por causa do atraso, os vacinadores podem encontrar dificuldades em trabalhar tendo em conta que os criadores da província transferiram os animais para as zonas de pasto com maior vegetação, onde não existem mangas de vacinação.
Miguel Chiteca disse que, para prevenir doenças no consumo de carne imprópria, as autoridades têm realizado inspecções regulares aos talhos, antes e depois do abate de animais.
As doenças mais frequentes que afectam os animais são o carbúnculo hemático e sintomático, a peripneumonia contagiosa dos bovinos, a dermatitenodular dos bovinos e raiva. As estatísticas fornecidas pelos Serviços Veterinários indicam a existência de 52.687 animais, entre gado bovino, caprino, ovino e suíno, e de 232 mil aves. 

Tempo

Multimédia