Províncias

Famílias têm mais posses para comprar alimentos

Manuel Tomás | Sumbe

Um grupo de dez mil famílias camponesas dos municípios do Cassongue e Mussende, na província do Cuanza Sul, beneficiaram de cartão “Kikuia”, que facilitam a compra de bens alimentares e aquisição de instrumentos agrícolas.

Inserido no programa "Ajuda para o trabalho", levado a cabo pelo Executivo, o cartão permite que cada beneficiário das camadas mais desfavorecidas adquira gratuitamente bens alimentares de primeira necessidade da cesta básica, no valor mensal de cinco mil kwanzas, nos estabelecimentos comerciais comunitários.
O vice-governador para o sector Económico, Franklin Fortunato e Silva, que procedeu ao lançamento do cartão “Kikuia” nas duas municipalidades, ressaltou a importância da implementação do Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, por estar a mudar as condições de vida da população, nos domínios da saúde e ensino, entre outros.
O responsável incentivou a população da região a engajar-se mais na produção agrícola, com vista a reduzir as importações e diminuir a fome e a pobreza nas comunidades rurais, esforços que se associariam às acções do governo do Cuanza Sul na construção de infra-estruturas de impacto social, como hospitais, centros e postos de saúde, escolas, sistemas de captação, tratamento e distribuição de água, fornecimento de energia eléctrica e reabilitação de estradas.

Obras em curso

Após o lançamento do cartão “Kikuia”, o vice-governador efectuou uma visita à vila do Mussende, onde constatou o andamento das obras de construção de uma escola de oito salas, no bairro Cassequel, e uma outra de dez salas, na Comandante Valódia, além de 200 fogos habitacionais, cuja conclusão está prevista para finais deste ano.
Franklin Fortunato e Silva exortou os empreiteiros a  trabalharem na construção de obras com perfeição e durabilidade, tendo apelado para o cumprimento dos prazos estipulados nos contratos assinados na altura da consignação das empreitadas.
Durante a jornada de campo, o vice-governador manteve igualmente encontros com os administradores municipais das duas parcelas da província do Cuanza Sul, onde foram discutidos aspectos ligados ao progresso socioeconómico. Na região estão em curso diversas acções de impacto social.

Tempo

Multimédia