Províncias

Fortes chuvas adiam campanha de vacinação contra a raiva

Camuanga Júlia |Saurimo

As chuvas intensas, que acentuaram a degradação das vias de acesso ao interior da Lunda-Sul, originaram, na província, o adiamento para Maio do início da campanha de vacinação contra a raiva, que decorre no país, afirmou, o director provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas.

As chuvas intensas, que acentuaram a degradação das vias de acesso ao interior da Lunda-Sul, originaram, na província, o adiamento para Maio do início da campanha de vacinação contra a raiva, que decorre no país, afirmou, o director provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas.
Carlos Camuti disse que o adiamento permite à comissão provincial de contingência e emergência “esmerar a preparação de condições” que vão permitir, durante 30 dias, a vacinação anti rábica de cerca de quatro mil animais de estimação e de bovinos contra a pneumonia pulmonar, carbúnculo hemático e sintomático.
O desenvolvimento da campanha no início da estação seca, frisou, “não anula” a possibilidade de deixar descobertas algumas localidades no interior da província, como Kabo-Katanda, Tambwe e Txoji, situadas ao longo no corredor leste, a mais de 200 quilómetros de Saurimo.
 No ano passado, foram vacinados cerca de 2.400 animais, 910 dos quais de estimação.
Também em 2009, três pessoas foram mordidas por cães raivosos, no município do Dala.
Com o fito de regular a circulação e reduzir o risco de ataque por animais e de propagação da raiva, o sector investiu, em 2008, cerca de oito milhões de dólares na construção de um canil-gatil, em fase de conclusão, com capacidade para 90 animais. 

Tempo

Multimédia