Províncias

Funcionários destacados são galardoados

Flávia Massua | Saurimo

A governadora da Lunda Sul, Cândida Narciso, disse sexta-feira, em Saurimo, que o mundo actual exige dos cidadãos competitividade, desempenho, imaginação e criatividade na aplicação dos conhecimentos técnico-científicos, para ultrapassar as adversidades que frequentemente aparecem e dificultam a vida social, económica e política das sociedades.

Governadora Cândida Narciso pede mais desempenho e criatividade para a resolução dos problemas que afectam a população
Fotografia: João Salvo | Saurimo

Cândida Narciso fez tais declarações na sala multiusos do cine Chicapa, antes da cerimónia de apresentação de cumprimentos de fim de ano, que decorreu no edifício do Governo Provincial, na zona nobre da cidade. Depois de proceder à entrega de mais de 50 certificados de mérito a funcionários mais destacados do ano de 2015, a governante considerou de positivo o balanço das actividades desenvolvidas no ano em curso, apesar dos constrangimentos causados pela queda do preço do barril de petróleo.
No sector da Educação, acrescentou, apesar da baixa da economia, registaram-se vários ganhos, com destaque para a construção de mais escolas, que nesse momento totalizam 273, o equivalente a 1.447 salas de aula, para 240.194 alunos matriculados no ano lectivo de 2015, assegurados por um universo de 3.578 professores.
Sem apresentar estatísticas de 2014, Cândida Narciso reforçou que, além do número acima citado de alunos matriculado dos níveis primários ao primeiro ciclo, o ensino superior na província conta com duas instituições, que matricularam mais de 3.000 estudantes.
A governadora considerou o sector da Saúde de razoável, nos aspectos de recursos humanos, infra-estruturas e assistência médica e medicamentosa. Destacou as obras de construção do hospital geral e da maternidade, cada uma com capacidade de 350 camas para internamento, serviços modernos e especializados. A província conta com 56 médicos, entre nacionais e expatriados, número que, segundo a governadora Cândida Narciso, pode aumentar no próximo ano, com a introdução de mais técnicos, que frequentam a Universidade de Medicina na província de Malanje.
Na vertente da energia eléctrica, Saurimo conta com 14 megawatts, fornecidos pela barragem hidroeléctrica de Chicapa e por grupos geradores da central termo eléctrica da cidade, o que permite a distribuição faseada nos bairros periféricos, estando o casco urbano totalmente coberto 24 horas por dia, beneficiando 11.300 consumidores. Os municípios de Cacolo, Dala e Muconda contam todos com 12 megawatts, sustentados por grupos geradores instalados nas suas sedes municipais, para garantirem energia às populações, sobretudo às noites, assegurou a governadora.
Desde a implementação do programa nacional “Água para todos” 163.469 consumidores da província da Lunda-Sul foram beneficiados, o equivalente a 65 por cento de execução da empreitada.
No espaço preparado para as obras de construção dos cerca de 400 edifícios da centralidade de Saurimo já foram feitos os estudos de viabilidade, limpeza, arruamentos e sistemas de esgotos. Além desta imponente obra, o governo conta, nos próximos anos, entregar mais 100 casas no projecto social da juventude, igual número para os membros do fundo da Caixa Social das Forças Armadas Angolanas e 50 para os efectivos da Polícia Nacional.
No âmbito do programa dos 200 fogos habitacionais, os três municípios do interior já foram beneficiados com 100 casas cada, das 200 previstas. Estão em construção cerca de 250 quilómetros de estradas terciárias, cujas obras já atingiram os 50 por cento da sua execução.
Em Cacolo, as obras na estrada que dá acesso às comunas de Cucumbi e Xassengue já atingiram os 45 quilómetros, dos 104 previstos. No Dala, a empresa Mota-Engil já reabilitou 40 dos 60 quilómetros da estrada que liga o município sede à comuna de Luma-Kassai.

Tempo

Multimédia