Províncias

Mais mulheres grávidas nas consultas de Saurimo

João Salvo | Saurimo

O número de mulheres a frequentar os serviços médicos no Centro Materno Infantil de Saurimo, aumentou significativamente, entre Janeiro e Junho deste ano.

Consultas pré-natais ganham cada vez mais adeptas naquela parcela da Lunda-Sul
Fotografia: Jornal de Angola

O número de mulheres a frequentar os serviços médicos no Centro Materno Infantil de Saurimo, aumentou significativamente, entre Janeiro e Junho deste ano.
O director do centro, Txata Mendes, disse que, no primeiro semestre mais de 14 mil mulheres grávidas foram às consultas médicas na unidade sanitária, o que evidencia a mudança de mentalidades provocada pela mobilização das comunidades. Txata Mendes salientou que entre Janeiro e Junho foram realizados 11 mil partos, apesar do centro carecer de um médico neonatalogista para acudir às situações de crianças que tenham nascido de forma prematura. O director do Centro Materno Infantil de Saurimo reconhece que ainda existe pouca cultura do planeamento familiar, dada a fraca procura destes serviços por parte dos casais, mas registou 12 casos de adolescentes em estado de gestação.
Txata Mendes manifestou ainda preocupação com a forma como as mulheres se apresentam vestidas nas consultas: “elas usam roupas inadequadas para grávidas, que devem ser largas”, salienta.
Txata Mendes apelou ao envolvimento de todos na sensibilização das famílias a fim de que as campanhas de vacinação concorram para a redução da mortalidade materno infantil.

Tempo

Multimédia