Províncias

Mais pessoas voltam às terras antigas

João Salvo | Saurimo

O desentendimento entre sobas das aldeias criadas pelo Governo Provincial da Lunda Sul no âmbito do programa de unificação faz com que várias pessoas estejam a regressar às áreas de origem, disse ao Jornal de Angola o administrador municipal de Saurimo.

Gregório Miasso lamentou a situação que prejudica o programa de realojamento destinado a proporcionar melhores condições de habitabilidade e como exemplo mencionou a aldeia de Samulambo, cerca de 50 quilómetro de Saurimo, que dispõe dos serviços básicos elementares, como escolas, centro de saúde e casas para técnicos, que está a ser abandonada pelas pessoas. A Administração Municipal face à situação tem intensificado as campanhas de sensibilização sobre as vantagens da iniciativa do Governo Provincial que pretende transformar as pequenas aldeias em grandes povoações.
Das 140 aldeias do município de Saurimo, acrescentou, já foram unificadas 61.

Tempo

Multimédia