Províncias

Medidas de prevenção reforçadas na Lunda-Sul

Flávia Massua

As autoridades sanitárias da província da Lunda-Sul vão intensificar os trabalhos de prevenção nas fronteiras com a República Democrática do Congo, na sequência da confirmação de duas mortes por Ébola naquele país vizinho, para evitar que a doença chegue a Angola.

Foram instaladas equipas de vigilância na fronteira com a RDC
Fotografia: Edições Novembro

O director substituto do sector da Saúde, Gomes Txipilica, disse quinta-feira, ao Jornal de Angola, que “é necessário agirmos rápido, face ao tráfico de pessoas e de trocas comerciais nas fronteiras de Chiluage e Cassai Sul, no município do Muconda, a 160 quilómetros da capital da província da Lunda-Sul, Saurimo”.
As equipas de vigilância instaladas nas respectivas comunas, acrescentou Gomes Txipilica, estão devidamente abastecidas com o necessário para travar o vírus da ébola naquelas fronteiras, bastante movimentadas.
Recentemente os responsáveis do sector da Saúde mantiveram encontros com as autoridades tradicionais da RDC, com vista a traçarem medidas de prevenção e combate à propagação da epidemia nos dois países.  A província da Lunda-Sul nunca registou nenhum caso de ébola, segundo Gomes Txipilica.

Tempo

Multimédia