Províncias

Miss Lunda-Sul defende maior interacção social

Flávia Massua e João Salvo | Saurimo

A Miss Lunda-Sul, Izilda Silva, defende maior interacção  entre membros de famílias, governo e igrejas, para acelerar o processo de mudança de mentalidade, por parte de alguns grupos juvenis, que incentivam a prática do vandalismo no seio das comunidades.

Miss Lunda-Sul Izilda Silva defende maior interacção entre o governo as famílias e a sociedade civil para combater o vandalismo
Fotografia: Dombele Bernardo

A Miss Lunda-Sul, Izilda Silva, defende maior interacção  entre membros de famílias, governo e igrejas, para acelerar o processo de mudança de mentalidade, por parte de alguns grupos juvenis, que incentivam a prática do vandalismo no seio das comunidades.
“Estragam o que é bom com actos que atentam  as normas das relações humanas dentro de uma  sociedade”, referiu a terceira mulher mais votada na edição passada do concurso nacional de beleza feminina.
Dentro dos compromissos assumidos por altura da sua eleição na província, Isilda Silva desenvolve actividades viradas para a prevenção contra acidentes, motivando as pessoas a valorizarem mais a vida, através de palestras. Na luta pela preservação ambiental, combate as drogas e a violência doméstica, trabalha com a Associação de Luta Contra Drogas (LCD), estudantes do ensino médio, superior, vendedores ambulantes e de mercados. A sua estratégia de actuação até ao fim do mandato, em Agosto,  inscreve retiros para dialogar com jovens, galas para angariamento de apoios a favor de  crianças desfavorecidas, idosos e presos.
 
Êxitos e perspectivas


Entre os sucessos logrados, na interacção com a franja em referência, a Miss aponta a redução de porte e consumo de bebidas alcoólicas na via pública por parte dos jovens. A também estudante universitária augura, no fim da sua formação em gestão de empresas, ajudar o país com o seu trabalho, dentro dos programas traçados pelo governo, para elevar o nível de vida de todos os angolanos. Elogiou os níveis de desenvolvimento que a província alcançou, em dez  anos de paz efectiva, nomeando o aumento de escolas, hospitais, creches, estradas, saneamento, água, energia eléctrica hotéis e jardins. Do governo local e instituições privadas reconhece os apoios prestados para materializar os programas do seu mandato. No íntimo da então garota  modelo mais simpática e bela do  prédio e do bairro 11 de Novembro, que no Miss Angola arrebatou a faixa de segunda Dama de Honor, melhor traje tradicional e pele de seda,  permanece vivo o sonho de um dia representar o país no concurso Miss Universo.

Miss Saurimo/2012


Aos 20 anos de idade, Sulaina Kalupeteka é a nova Miss Saurimo, eleita de oito concorrentes, durante uma gala que marcou a comemoração dos 56 anos da existência da cidade, assinalado a 28 de Maio. Entre os prémios arrebatados pela vencedora, que prioriza para o seu mandato programas virados ao combate ao VIH-SIDA, constam duas viaturas, sendo uma familiar, com capacidade para 15 lugares, motorizada, computador e garantia de assistência médica grátis na Clínica local Nª Senhora.
As faixas de primeira e segunda damas de honor pertencem às jovens Cristina de Castro e Delícia Domingas, contempladas respectivamente com motorizadas e computadores. Sivódna Margarida, 17 anos e Delícia Mutunda com 16, conquistaram, na mesma ordem, os títulos de Miss fotogenia e simpatia. No termo da gala a governadora Cândida Narciso considerou que o trabalho realizado pelo júri traduz “uma escolha certa”, da substituta de Palmira Kabingano, confirmada pela ausência de contestação por parte da plateia e de impressões positivas expressas pelos jovens Moniz Pascoal e Eduardo Mingas.

Tempo

Multimédia