Províncias

Nova campanha contra a "pólio"

Adão Diogo | Saurimo

Cerca de 75 mil crianças dos zero aos cinco anos, da província do Lunda-Sul, vão ser vacinadas contra a poliomielite, entre os dias 28 e 30 deste mês, para atenuar o risco de reinfecção devido à fronteira que a província partilha com a República Democrática do Congo, onde foram notificados, desde o início do ano, mais de 80 casos. 

Cerca de 75 mil crianças dos zero aos cinco anos, da província do Lunda-Sul, vão ser vacinadas contra a poliomielite, entre os dias 28 e 30 deste mês, para atenuar o risco de reinfecção devido à fronteira que a província partilha com a República Democrática do Congo, onde foram notificados, desde o início do ano, mais de 80 casos. 
A garantia foi dada em Saurimo pelo supervisor provincial para a mobilização social do Programa Alargado de Vacinação, PAV, Fernando Cazungo, que assegurou estarem criadas as condições de transporte e logística para apoiar as equipas de vacinadores.
Para se alcançar os objectivos preconizados, foram mobilizados os efectivos militares da região, Polícia Nacional, autoridades tradicionais, as igrejas, parteiras e terapeutas.Fernando Cazungo reconheceu que a Lunda-Sul tem apresentado resultados satisfatórios nos esforços de inibir a circulação da pólio vírus selvagem, ao contabilizar apenas dois casos no ano passado, dos 30 notificados no país.Dados a que o Jornal de Angola teve acesso referem que, em todo o país, este ano, foram registados apenas quatro casos de pólio, na província do Kuando-Kubango.
Para o oficial de comunicação da UNICEF, Heitor Lourenço, os dados avançados provam que as campanhas produziram os efeitos.

Tempo

Multimédia