Províncias

População do Dala solicita construção de sistemas de água

Habitantes da vila do Dala, município com o mesmo nome, na província da Lunda-Sul, solicitaram quarta-feira às autoridades a construção de sistemas de captação, tratamento e distribuição de água potável na região, a partir do Rio Tchihumbwe.

Fotografia: DR

Numa ronda efectuada pela Angop, os munícipes defenderam a construção destes sistemas para evitar que as famílias continuem a recorrer ao Rio Tchihumbwe em busca de água não potável, facto que ajudará a reduzir o número de doenças.
O cidadão Neves Serafim disse que a vila não dispõe de furos de água, situação que tem criado constrangimentos aos cerca de 25 mil habitantes da circunscrição.
Segundo a moradora Esmeralda Satxitaca, a vila de Dala não tem água canalizada devido a degradação da rede de distribuição domiciliar. Frisou que a água não tratada do rio que a população está a consumir tem provocado doenças, principalmente às crianças e aos idosos.
O administrador municipal para Área Económica, Financeira e Orçamental, João de Sousa, disse que a vila teve um sistema de tratamento de água que funcionou até Novembro de 2013, altura em que foi vandalizado.
Fez saber que consta no Programa de Investimentos Públicos (PIP), para os próximos tempos, a construção de uma estação de captação, tratamento e distribuição de água, para abastecer a região.
O município de Dala é constituído pelas comunas de Dala, Cazage e Luma-Cassai e tem uma população estimada em mais de 34 mil cidadãos, maioritariamente camponeses.

Tempo

Multimédia