Províncias

Reforçadas acções de combate à sida

A intensificação das acções de sensibilização sobre HIV/Sida e suas consequências nas escolas, mercados, igrejas e locais de maior concentração populacional, com vista a despertar as pessoas sobre a pandemia, constitui prioridade para 2018, afirmou o director provincial da Saúde na Lunda Sul, Costa Samuqinda.

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

Em declarações à Angop, o responsável disse que as escolas e igrejas são locais onde existem pessoas que podem disseminar a informação nas localidades mais recônditas da província, tendo ressaltado o nível preocupante de infectados registados este ano.
Costa Samuqinda explicou que de Janeiro a presente data, o Programa Provincial de Luta Contra Sida registou 49 óbitos causados pela doença, registando um aumento de dois casos, no período homólogo de 2016.
O director provincial da Saúde acrescentou que no período em referência foram realizados 41.059 testes, que resultaram em 2.179 casos positivos. Explicou que o número de óbitos tem aumentado, pelo facto de muitos doentes abandonarem a terapia com anti-retroviral, em troca do tratamento tradicional, regressando às unidades sanitárias com quadro clínico já crítico.
Adiantou que o programa de luta contra a Sida na Lunda Sul controla 1.516 pacientes que fazem a terapia anti-retroviral, contra os 1.762 do mesmo período de 2016.

Tempo

Multimédia