Províncias

Técnicos de saúde melhor acomodados

Flávia Massua e João Salvo | Dala

A governadora da Lunda Sul, Cândida Narciso, inaugurou, no município do Dala, uma casa geminada, para os técnicos da Saúde, e fez a entrega de duas viaturas, sendo uma ambulância e outra para apoio de serviços administrativos.

Quanto à inauguração da casa naquela localidade, que dista cerca de 160 quilómetros de Saurimo, Cândida Narciso considerou que a acção visa a criação de condições de habitabilidade para os técnicos de saúde e incentivar a sua estadia nos locais de trabalho.
A governadora da Lunda Sul acredita que com os técnicos a residir próximo dos seus postos de trabalho o atendimento aos munícipes melhora de forma significativa. A governante deslocou-se ao Dala para orientar a terceira reunião do Governo Provincial da Lunda Sul, com todos os administradores municipais, para avaliar o nível de execução do Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza.
Durante o encontro, os participantes analisaram e debateram, entre outros temas, o nível de relacionamento entre as direcções provinciais com as administrações municipais, a distribuição de mosquiteiros, receitas arrecadadas, regulamentação da gestão de resíduos, o Programa de Apoio à Mulher Rural e as estratégias de desminagem a nível da província da Lunda Sul.
Cândida Narciso apelou à participação redobrada das administrações e seus parceiros com intervenções que concorram para a resolução dos principais problemas e redução da pobreza nas comunidades.  A governadora aproveitou igualmente a sua presença no Dala para apresentar à população o troféu das sete maravilhas, ganho pelo município, por meio das quedas do rio Tchihumbwe, num concurso promovido pela National 7 World.
Na presença do músico Gabriel Tchiema, o padrinho da campanha para a eleição das quedas do rio Tchihumbwe às sete maravilhas de Angola, Cândida Narciso destacou o sentido de unidade demonstrado pelas populações, através do voto, o que catapultou a província no domínio turístico. Aos empresários,  a­conselhou a gizarem estratégias de investimentos, com vista a atrair mais turistas de outras regiões e fazer crescer a economia, além de proporcionar alegria aos visitantes.
Quanto aos investimentos à beira do rio Tchihumbwe, o empresário Rafael Mutemeka construiu já um complexo turístico.

Tempo

Multimédia