Províncias

Maior rigor na assistência foi analisada na Lunda Sul

Kamuanga Júlia | Saurimo

Os enfermeiros  da Província da Lunda Sul foram aconselhados a encararem a profissão com responsabilidade e rigor na gestão, por formas a melhorar a qualidade do atendimento aos pacientes.

Enfermeiros têm de respeitar deontologia
Fotografia: Kamuanga Júlia

O apelo foi feito pelo director local da Saúde, Costa Samuquinda, no acto das comemorações do 12 de Maio, Dia Internacional do Enfermeiro. O director pediu aos enfermeiros para preservarem os equipamentos,   medicamentos, reagentes e outro material consumível, para “evitar situações nefastas” em casos de urgências.
No acto comemorativo do Dia Internacional do Enfermeiro, que decorreu sob o lema “Enfermeiro força de mudança, cuidado eficaz de baixo custo”, os profissionais da saúde apontarem as dificuldades que atravessam no exercício da actividade, como a escassez de quadros. Os enfermeiros pediram  a melhoria das condições de trabalho, com a atribuição de meios de transporte para apoiar os técnicos nas unidades mais distantes e a criação de um núcleo de licenciatura em Enfermagem no Instituto Superior Politécnico da Lunda Sul.
Miguel Daniel defendeu maior celeridade no processo de promoção de carreiras e referiu  a desvalorização das intervenções autónomas de enfermagem e a sobrecarga de trabalho como as  principais preocupações da classe.
O presidente da Ordem dos Enfermeiros de Angola na Lunda Sul, Miguel Daniel, informou que na província há 1.051 técnicos de saúde.

Tempo

Multimédia