Províncias

Mais de mil hectares de terra estão a ser lavrados no Lucala

Manuel Garcia | Lucala

O município do Lucala, na província do Cuanza-Norte, prevê cultivar no presente ano agrícola 1.250 hectares de terras mecanizadas, nas localidades de Cacala e Mbondo Capopo, mais 400 em relação à época transacta.

Camponeses da região contam com mais um tractor e receberam sementes e fertilizantes para aumentarem a produção
Fotografia: Marcelo Manuel | Edições Novembro | dondo

De acordo com o administrador municipal do Lucala, Mateus André Garcia, o aumento das terras cultivadas deve-se à aquisição de mais um tractor, que se junta aos dois existentes, oferecidos aos camponeses da cooperativa agrícola Comandante “Ngueto”, pelo Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria.
Mateus Garcia avançou que a presente campanha agrícola vai envolver, de forma directa, 50 famílias oriundas de diversos pontos do município, além de outras que podem surgir de outros pontos da província, em busca de terras para o cultivo. 
Deu a conhecer que está assegurado o fornecimento regular de combustíveis, para o funcionamento das máquinas. Sublinhou que, caso haja chuvas regulares, o município prevê colher mais de dez mil toneladas de produtos, com particular destaque para feijão, milho, batata-doce, ginguba, abóbora, inhame e mangas.
Durante a entrega do novo tractor aos associados da cooperativa “Comandante Ngueto”, o vice-governador para o Sector Técnico e Infra-estruturas, Mendonça Luís, orientou os beneficiados a pautarem pela disciplina no trabalho do campo, visando o aumento da produção, para a diversificação da economia.
Chamou a atenção aos camponeses para a necessidade da manutenção permanente do tractor recebido, para durar mais tempo e garantir a continuidade da produção de alimentos saudáveis, para o sustento das famílias na comunidade.
Por sua vez, o responsável da cooperativa dos antigos combatentes “Comandante Ngueto”, Abreu Manuel, agradeceu o gesto e solicitou à administração municipal a cedência de, pelo menos, mais 100 hectares, visando o aumento da produção, atendendo à aquisição da nova máquina.
Fez saber que a cooperativa é composta por 50 associados, provenientes do município de Cazengo, Lucala e Cacuso (Malanje). 
Abreu Manuel afirmou que os produtos mais cultivados são mandioca, banana, feijão, milho e ginguba. Parte dos produtos cultivados, acrescentou, é vendida em Ndalatando e Luanda.
Além do tractor, os camponeses da cooperativa agrícola “Comandante Ngueto” receberam 200 quilos de sementes diversas, uma motobomba, enxadas, pás, picaretas e uma máquina para a moagem de bombó e de milho.

Tempo

Multimédia