Províncias

Mais escolas no Moxico

José Rufino | Luena

As populações dos municípios do Leúa e da Cameia, na província do Moxico, contam desde segunda-feira com mais duas  escolas do ensino primário e secundário, com dez salas de aulas cada e capacidade para albergar,

Novos estabelecimentos de ensino foram inaugurados pelo governador provincial
Fotografia: Santos Pedro

no próximo ano lectivo, mais de 1.200  alunos, em cada estabelecimento, informou o governador da província do Moxico.
João Ernesto dos Santos, garantiu, durante o acto inaugural, que as autoridades  vão continuar a construir mais infra-estruturas escolares, para diminuir o número de crianças fora do sistema de ensino, uma realidade que ainda se faz sentir em algumas localidades.
João Ernesto dos Santos disse ser importante melhorar a qualidade do ensino   nas escolas, pois os esforços do Governo Provincial têm como objectivo proporcionar uma educação de qualidade. O director provincial da Educação, Ciências e Tecnologia, Abel Jones Pique, disse que o sector ganhou, em 40 anos, mais de 200 escolas,  além das 127 que existiam antes da proclamação da Independência Nacional.
Abel Pique disse que a execução de programas na Educação, depois do alcance da paz, em 2002, permitiu a construção de mais escolas no Moxico e facilitou o acesso de milhares de crianças ao ensino.
O administrador municipal da Cameia, Rodrigues Chipango, disse que a inauguração da escola diminui  o número de crianças fora do sistema normal de ensino e aprendizagem. Acrescentou  que  o município passa a contar com mais de 64  salas de aulas de carácter definitivo.
 O soba Pedro Manuel, da localidade de Liangongo, município do Léua, agradeceu ao Governo Provincial em nome da população.

Tempo

Multimédia